Antes de Casar…

Antes de Casar…

Antes de dar o passo significativo do casamento, é essencial considerar o que significa maturidade emocional e espiritual. Para muitas crianças, superar o nível de maturidade dos pais pode ser uma batalha. Não é impossível, mas pode ser desafiador.

Muitos casais sentem uma solidão espiritual profunda. Inúmeros pais e mães solteiros frequentam igrejas todos os domingos, sentindo esse vazio. Há situações em que, por exemplo, uma mulher se casa com um homem maravilhoso que não compartilha de sua conexão com a igreja. Ele pode ter muitas virtudes, mas os filhos crescem sem ver o pai engajado na comunidade espiritual.

Antes de pensar em compromissos sérios, como o noivado, vale refletir sobre o que o futuro reserva se a pessoa amada não mudar:

  1. E se ela não evoluir emocional ou espiritualmente?
  2. E se ela nunca se integrar a uma comunidade espiritual ou frequentar uma igreja?
  3. E se ela não desenvolver responsabilidade financeira?
  4. E se as características que espero que mudem permanecerem inalteradas?
  5. Estou disposto a aceitar a imaturidade persistente dessa pessoa?
  6. Acredito realmente que serei tratado melhor após o casamento?
  7. Espero que essa pessoa mude suas prioridades após nos casarmos?

Muitas vezes, apaixonamo-nos e de forma muito otimista imaginamos que tudo se resolverá no futuro. Mas, será isso uma certeza?

Esse tipo de otimismo pode ser arriscado. Quando temos uma clara missão e propósito de vida, isso influencia as escolhas de nossos parceiros. Se alguém tem um compromisso genuíno com sua fé e deseja criar filhos nesse caminho, é crucial escolher alguém que compartilhe dessa missão.

Isso não significa buscar a perfeição, pois não existem pessoas perfeitas. Mas existem pessoas cujas ações diárias demonstram um comprometimento verdadeiro com valores e crenças.

O ideal é começar a refletir e orar sobre essas questões desde cedo. Afinal, o que está em jogo é imenso.

Por Diego Gonçalves.


Gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos e familiares para que eles também possam aprender mais sobre o assunto. E não se esqueça de se inscrever em nossas redes sociais para receber mais conteúdo como este. Até a próxima!

Inspire-se com outros devocionais e reflexões no meu site.

© O Diário de um Jondô

Avatar de Diego Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diego Souza

Sou ministro na Igreja Holiness e amo escrever. Graduando em Letras pela UNIVESP, com Bacharel em Teologia pela UMESP e com pós em Novo Testamento pela EST, neste blog compartilho meus pensamentos sobre a vida cristã e o cotidiano, buscando conectar a fé com o dia a dia.