JESUS: A LUZ DO MUNDO | Série: Quem é Jesus?

JESUS: A LUZ DO MUNDO | Série: Quem é Jesus?

Neste post, tenho o privilégio de conduzir um breve estudo de João 8. Vou focar em apenas um versículo, João 8:12, que contém a ousada afirmação de Jesus: “Eu sou a luz do mundo”. Encare isso mais como uma reflexão do que um sermão.

Se preferir ouvir o estudo, clique no vídeo abaixo: (no final deste vídeo, deixei anexada uma faixa instrumental que eu mesmo gravei para ajudar você a exercitar sua vida devocional. Espero que goste e desfrute! 😉)

‘Falando novamente ao povo, Jesus disse: ― Eu sou a luz do mundo. Quem me segue nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida. ‘João capítulo 8 versículo 12.

É interessante notar como os líderes religiosos, como os fariseus, não deram importância à declaração surpreendente de Jesus. Em vez de debater o que ele disse, eles argumentaram que sua própria afirmação não era válida porque ele estava testemunhando sobre si mesmo. Eles até duvidaram da sua relação com Deus, sugerindo que ele poderia ser um filho ilegítimo. Isso causou um desentendimento ainda maior.

No início do Evangelho de João, Jesus explicou detalhadamente como ele é o “pão da vida”, mas os fariseus ignoraram completamente isso e mudaram o assunto. Então, em vez de nos concentrarmos apenas no que os fariseus pensaram, vamos parar para refletir sobre o que significa Jesus ser a “luz do mundo”. Sua declaração é verdadeira, e é importante para nós entendermos o que isso realmente implica para nós.

Então, vamos entender o versículo 12 (estou lendo na versão NVI):

Jesus disse ao povo: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca estará em escuridão, mas terá a luz da vida.”

“Quem me segue, nunca estará em escuridão.” Quando ouvimos as notícias, percebemos que o mundo muitas vezes parece sombrio. A maioria das notícias é negativa: há escândalos, crimes e impasses políticos. Às vezes, temos uma notícia positiva, como o resgate de um cavalo caramelo, mas, em geral, assistir o jornal pode ser bem desanimador.

Não precisamos assistir às notícias para saber que a vida humana pode ser difícil. Existem relacionamentos quebrados, confusão, corrupção e imoralidade. Pouco mudou desde a época de Jesus. O mundo continua sendo, em grande parte, um lugar sombrio.

Para entender melhor o que Jesus quis dizer, vamos considerar o contexto histórico. Quando Jesus se descreve como luz, ele está fazendo referência ao tempo em que os israelitas estavam no deserto durante o êxodo. No livro do Êxodo, lemos que:

Durante o dia, o Senhor ia adiante deles numa coluna de nuvem, para guiá-los, e de noite numa coluna de fogo, para iluminá-los, e assim podiam caminhar de dia e de noite. (Êxodo 13:21-22).

Assim, vemos que a presença de Deus brilhava dia e noite, permitindo que os israelitas escapassem dos seus senhores no Egito. Além disso, vemos no Êxodo como Deus providenciou comida, o maná (Êxodo 16), e água de uma rocha (Números 20:6-11).

Quando Jesus se apresenta como o pão do céu, a água viva e a luz, ele está mostrando que é a maior provisão de vida que Deus deu a Israel. Na verdade, ele vai além. Ele não é apenas a luz de Israel; ele é a luz de todo o mundo.

Jesus diz que Ele é como uma luz brilhante no meio da escuridão do mundo. Isso pode ser bom ou ruim, dependendo de como as pessoas o veem. No livro de João, é dito que a luz veio ao mundo, mas muitas pessoas preferem ficar na escuridão, porque fazem coisas más. Quem faz coisas ruins não gosta da luz, pois tem medo de que suas más ações sejam expostas.

De acordo com Jesus, aqueles que vivem como o mundo vive estão vivendo na escuridão. E o que isso significa? Pense em quando você está em um lugar escuro. Às vezes, quando estou em casa de noite e preciso ir ao banheiro, saio sem acender a luz. Às vezes, lembro de acendê-la para enxergar melhor, mas geralmente esqueço. Mesmo assim, continuo andando no escuro, confiando que sei o caminho. Na maioria das vezes, funciona bem, mas às vezes esbarro em coisas que deixei pelo caminho ou piso em algo. Isso acontece porque está escuro e não consigo ver onde estou indo. Tudo porque sou teimoso demais para voltar e acender a luz.

No mundo, muitas pessoas são como nós costumávamos ser antes de encontrar Cristo. Elas estão confusas moral e espiritualmente, sem saber para onde estão indo. Mesmo assim, muitas delas parecem gostar dessa confusão. Preferem ficar na escuridão, escondendo suas más ações, do que vir para a luz onde tudo fica visível. Talvez isso ressoe com alguns de vocês. Antes de encontrar Cristo, vocês viviam assim? Ou talvez ainda haja alguns aqui hoje que mantêm uma vida secreta, com medo de serem descobertos?

É importante reconhecer que Jesus descreve com precisão nossa condição espiritual. Somos pecadores, fazemos coisas erradas e esperamos que nossos pecados não sejam revelados. Por outro lado, há aqueles que seguem a Jesus. Eles têm “a luz da vida”, como ele disse. Essas pessoas têm clareza moral e espiritual. Vivem de acordo com o que Cristo ensinou sobre Deus Pai e sobre si mesmo. Suas decisões são baseadas em agradar a Deus e glorificá-lo, não porque são fortes por si mesmas, mas porque nasceram de novo. Eles experimentaram uma mudança espiritual e vivem pelo poder do Espírito como novas pessoas em Cristo.

Sendo assim, o que significa para nós que Jesus é a luz do mundo? Basicamente, significa que ele mostra o que está errado em nós, nos fazendo enxergar como realmente somos diante de sua pureza e justiça. É difícil admitir, mas aos olhos de Deus, somos como ratos assustados quando a luz é repentinamente acesa no escuro, tentando fugir dela a todo custo. Embora isso não seja muito agradável de ouvir, é a verdade.

Agora, a pergunta mais importante que devemos fazer é: Como agimos quando Jesus revela nossos erros? Nos aproximamos dele ou nos afastamos?

O que João nos diz é que, naturalmente, nossa inclinação para o erro nos faz querer nos esconder da presença de Jesus, assim como Adão e Eva se esconderam de Deus depois de pecarem no Jardim do Éden. Somente pela graça de Deus é que alguém se volta para Cristo e se expõe à luz. João diz em outro lugar que Deus nos “atrai”, e sem essa atração divina, ninguém pode ir a Jesus.

Então, nos aproximamos da luz? Mesmo em nossa situação pecaminosa e desesperadora, nos aproximamos de Jesus? Se você ainda não acredita, consideraria ir a Jesus? Ele te ama e deu sua vida por você. Quando perguntaram a Jesus o que deveriam fazer para agradar a Deus, ele respondeu: “A vontade de Deus é que vocês acreditem naquele que ele enviou” (João 6 28 a 29). Tudo o que você precisa fazer é se arrepender e confiar nele.

E se você já é um cristão, quando peca, você se volta para Jesus? Saiba que ele quer que você se aproxime dele, especialmente quando comete erros, porque ele te ama e deu sua vida para que você pudesse ser perdoado. Então, faça o que pode parecer estranho: venha para a luz. Venha para Jesus. Ele te acolherá e te perdoará. Isso é graça.

Antes de terminar, gostaria de falar sobre os fariseus, que servem de contraste nesta história que estamos discutindo. Eles têm uma característica negativa que João quer que a gente evite, que é o ceticismo extremo. Todos nós conhecemos pessoas que eram tão contrárias à fé que, não importa quais evidências você mostrasse, já tinham decidido não acreditar nelas. Essa atitude, no final, é prejudicial, porque se você já decidiu rejeitar todas as respostas e evidências, como vai descobrir a verdade?

É bom questionar e pedir evidências para apoiar uma afirmação, mas é diferente ser tão cético que nenhuma evidência o fará mudar de ideia. Essa é a postura dos fariseus. E a essa altura, você já deve ter percebido que essa conversa entre Jesus e os fariseus não vai a lugar algum, porque nada que o Mestre diga os fará acreditar que ele está certo.

Mesmo que Jesus pudesse estar muito chateado com seus opositores, ou até mesmo irritado com eles, três vezes ele os avisa seriamente de que, se não acreditarem nele, vão morrer por causa de seus pecados. Isso mostra o quanto ele se importa. Ele não está tentando apenas dificultar as coisas para eles ou vencer uma discussão; o destino eterno deles está em jogo.

Mas o que exatamente Jesus quer dizer quando diz que as pessoas vão morrer por causa de seus pecados? Significa que vão passar a eternidade separadas de Deus no inferno, não porque Deus não tenha feito tudo para salvá-las, mas porque elas não querem ir a Jesus e admitir que precisam ser salvas.

Não seja orgulhoso demais para admitir que precisa de ajuda. Todos nós precisamos, porque somos fracos, limitados e pecadores que precisam de um Salvador. Não podemos nos salvar.

Não quero terminar falando sobre nossos erros. Prefiro concluir pensando no que essa parte da história, e todo o Evangelho, nos mostra sobre Jesus. Quem é Jesus? João deixa claro: Jesus é Deus. Ele é a Palavra que se tornou humano, “o único Deus ao lado do Pai”. A conexão entre Jesus e Yahweh, entre Deus Pai e Deus Filho, é o ponto principal para João. Como Jesus diz em João 10:30, “Eu e o Pai somos um”. Em Jesus, o Deus que não podemos ver se torna visível; é incrível pensar que, ao olhar para Jesus, vemos Deus. Jesus é o representante verdadeiro e fiel do Pai que o enviou.

Lembra quando Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo”? Os fariseus não deram atenção e logo começaram a questionar sua credibilidade. Em vez de entender o significado disso, eles discutiram sobre quem era o verdadeiro pai de Jesus e quem era o pai espiritual deles. Mas você sabe? Não podemos ignorar Jesus. No próximo capítulo, em João 9:5, Jesus repete que Ele é a luz do mundo. E desta vez, Ele cura um homem cego de nascença, mais um sinal importante.

Saiba que Jesus tem a última palavra. Ele não só diz ser a luz do mundo, Ele age como o Messias. Ele faz o coxo andar (capítulo 5), alimenta os famintos (capítulo 6) e até mesmo dá visão ao cego (capítulo 9). Jesus é a luz do mundo.

Para terminar, lembre-se: Jesus veio para mostrar o amor de Deus por nós e nos salvar através de seu sacrifício supremo. Mas para sermos salvos, precisamos confiar em Jesus.

Como Ele diz, “Se você não acreditar que sou quem digo ser, a luz do mundo, o Salvador; se você não confiar em mim, você continuará em seus erros.”

Amigos, é hora de decidir. Não sabemos o que acontecerá amanhã. Então, confie em Jesus hoje e escolha segui-lo. Se você já o segue, reafirme seu compromisso e siga-o ainda mais de perto. Deixe de lado todos os outros amores rivais e viva apenas para Ele, pois Jesus realmente é digno da sua adoração.

— — — — // — — — — // — — — — // — — — —

PARA APROFUNDAR AINDA MAIS OS SEUS ESTUDOS, CONSIDERE ESTES LIVROS:

📚A BÍBLIA SAGRADA, Versão NVI  // 🟠 AMZ: | 🟡 ML:

📚BÍBLIA DE ESTUDOS, NAA // 🟠 AMZ: | 🟡 ML:

📚BÍBLIA DE ESTUDOS, NVT // 🟠 AMZ: | 🟡 ML:

📚BÍBLIA DE ESTUDOS, THOMAS NELSON // 🟠 AMZ: | 🟡 ML:

📚TODAS AS BÍBLIAS DE ESTUDOS // 🟠 AMZ:

📚TEOLOGIA SISTEMÁTICA AO ALCANCE DE TODOS (WAYNE GRUDEM) 🟠 AMZ: | 🟡 ML:

📚TEOLOGIA SISTEMÁTICA (MILLARD ERICKSON) // 🟠 AMZ: | 🟡 ML:

📚O COMENTÁRIO DE JOÃO (D.A. CARSON) // 🟠 AMZ: | 🟡 ML:

📚TODOS OS COMENTÁRIOS DE JOÃO // 🟠 AMZ:

📚QUEM É JESUS? (DE GERALD BRAY) // 🟠 AMZ: | 🟡 ML:

Avatar de Diego Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diego Souza

Sou ministro na Igreja Holiness e amo escrever. Graduando em Letras pela UNIVESP, com Bacharel em Teologia pela UMESP e com pós em Novo Testamento pela EST, neste blog compartilho meus pensamentos sobre a vida cristã e o cotidiano, buscando conectar a fé com o dia a dia.