Resenha Crítica: “Encontros com Jesus”, por Timothy Keller

Resenha Crítica: “Encontros com Jesus”, por Timothy Keller

“Encontros com Jesus: Respostas Inusitadas aos Maiores Questionamentos da Vida” por Timothy Keller

Quando você lê vários livros de um mesmo autor, acaba percebendo que há um estilo e temas que se repetem. Timothy Keller é um desses autores. Ele tem uma maneira persuasiva de explicar a fé cristã de forma racional. Seus livros são para aqueles que buscam entender mais sobre a fé, e também para aqueles que já são crentes e se sentem incentivados por suas palavras. Seus textos não são muito complexos, nem muito simplistas, nem excessivamente técnicos, nem cheios de anedotas. Mas são enriquecidos com ilustrações literárias e citações filosóficas.

No início do livro, Keller conta que a ideia para este trabalho surgiu durante seus anos de faculdade. Naquela época, ele acabara de começar um relacionamento pessoal com Cristo e estava aprendendo a estudar a Bíblia guiado por um livro chamado Conversas com Jesus Cristo do Evangelho de João, escrito por Marilyn Kunz e Catherine Schell. Foi nesse período que Keller começou a entender como ler e estudar a Bíblia de forma indutiva, ou seja, partindo do particular para o geral.

Ele conta que participou de uma conferência para líderes de estudos bíblicos, onde um dos palestrantes propôs um desafio: cada aluno deveria gastar 30 minutos fazendo 30 observações sobre a passagem de Marcos 1:17, onde Jesus diz: “Segue-me, e eu vos farei pescadores de homens”. Nos primeiros 10 minutos, Keller pensou que já tinha anotado todas as suas observações sobre o texto. Mas foi entre os minutos 20 e 30 que ele realmente encontrou o “ouro”. Ele descobriu que, ao se dedicar pacientemente ao estudo indutivo do texto, era possível encontrar tesouros ocultos.

“Encontros com Jesus”, de Tim Keller, é uma obra que explora profundamente as lições espirituais presentes nas interações de Jesus com várias figuras do primeiro século. Os cinco primeiros capítulos, baseados em conferências dadas por Keller em Oxford em 2012, destacam o caráter surpreendente de Jesus e os ensinamentos fundamentais do cristianismo.

Nesses capítulos, Keller analisa as interações de Jesus com personagens como Natanael, o “estudante cético” que é atraído para seguir Jesus, a Mulher Samaritana e o Fariseu Nicodemos, “privilegiado e marginalizada”, ambos encontrando sua verdadeira identidade e liberdade em Cristo. Keller também aborda Maria e Marta, que estão de luto pela perda de seu irmão, as pessoas em Caná, que estão celebrando um casamento, e Maria Madalena, a primeira testemunha da ressurreição de Jesus. Cada encontro levanta questões importantes, incentivando os leitores a buscar nas Escrituras respostas para perguntas essenciais da vida, como o propósito do mundo, o que está errado com ele, se existe algo ou alguém que possa melhorá-lo e como podemos contribuir para essa melhoria.

A ideia principal de Keller é que, se você quer ter certeza de que está criando respostas firmes e bem pensadas para as questões mais importantes, você precisa, no mínimo, conhecer os ensinamentos do cristianismo. A melhor maneira de fazer isso é ver como Jesus se apresentou e explicou seus propósitos às pessoas que encontrou – e como essas vidas mudaram com as respostas de Jesus para suas perguntas. Por isso, a primeira parte deste livro se dedica aos encontros que outras pessoas tiveram com Jesus.

A partir do capítulo seis de “Encontros com Jesus”, Tim Keller passa a expandir a noção de “encontros” através de palestras que deu no Harvard Club de Nova York, direcionadas a líderes empresariais, culturais e governamentais.

Ele realça eventos cruciais da vida de Jesus, como sua tentação por Satanás no deserto, a promessa do Espírito Santo como nosso ajudador na Última Ceia, e sua obediência na agonia do Jardim do Getsêmani. Estes momentos, junto com o caminho de Jesus para a cruz, sua ascensão e encarnação, auxiliam na compreensão do significado da pessoa e obra de Jesus Cristo no Evangelho.

Percebi também que a segunda parte do livro é especialmente aplicada para aqueles que buscam por Jesus no século 21. Keller explora como podemos ser transformados por Jesus, como podemos conhecê-lo de maneira íntima e pessoal e como podemos aplicar em nossa vida o que as pessoas descobriram nos encontros bíblicos com Jesus.

Eu, particularmente, gostei bastante de como os dois últimos capítulos do livro terminam. Eles não se encaixam perfeitamente na ideia de “encontro com Jesus”, mas são reflexões que nos fazem pensar bastante: sobre a ascensão de Jesus à direita do Pai e o seu significado, e sobre o anúncio do anjo à Maria – que ela foi escolhida para trazer ao mundo o Menino Jesus. O último capítulo, muito bem chamado de “A Coragem de Maria”, liga a visita que Maria fez à sua prima Isabel ao apoio, contribuição e discernimento que ainda são essenciais para a nossa comunidade. O último parágrafo do livro é realmente inesquecível.

É um spoiler, eu sei… mas não se preocupe, pois não vai estragar a surpresa da história. Ainda tem muito mais no livro que isso. Mas o texto diz:

“Maria era ninguém e se tornou maior do que todo o mundo apenas porque Deus veio, foi até ela e ela respondeu com a maior humildade possível. Raciocinou, duvidou, rendeu-se e se conectou com outras pessoas. Você também pode fazer isso. (Keller, Encontros com Jesus, pág. 239)

Acho que este livro é perfeito para quem tem dúvidas sobre a fé. Também penso que este, seria um presente incrível para amigos, colegas de trabalho e familiares que você gostaria que conhecessem Jesus de uma forma mais íntima.

Keller escreve de uma maneira clara, objetiva e persuasiva. Ele interpreta e aplica cada encontro com Jesus de forma inteligente e mostra por que todos nós precisamos de Jesus em nossas vidas. Para todos nós, não há encontro mais importante do que com Jesus e seu trabalho em nosso favor. Recomendo este livro para quem busca conhecer o único que pode realmente nos satisfazer – o Senhor Jesus Cristo.

Ao ler, somos levados a ter os mesmos encontros – não apenas como espectadores, mas como aqueles que precisam tomar uma decisão sobre Jesus: não dá para ficarmos neutros. Jesus exige uma resposta radical de algum tipo. E ao responder a Jesus, encontramos as respostas para “Os Maiores Questionamentos da Vida” (um subtítulo apropriado).

Um dos grandes pontos fortes do livro, assim como todo o material de Keller, é o equilíbrio entre ser fácil de entender e ao mesmo tempo profundo – que, na minha opinião, tem muito a ver com o próprio Jesus – acessível, mas profundo, especialmente para aqueles que se arriscam a encontrá-lo.

Pretendo usar este livro na nossa igreja para gerar discussão em um pequeno grupo, que chamamos de Satélite. Vou me focar principalmente nos cinco primeiros capítulos, que exploram encontros com Jesus e abordam grandes questões da vida. Além disso, quero usar este livro como uma ferramenta para aprender como Jesus, nosso Mestre, se relacionava com os não-cristãos. Quero destacar como Jesus compartilhava sua mensagem com os outros e como nós também podemos fazer o mesmo. Nesse sentido, Keller serve como um ótimo exemplo de como se envolver de maneira eficaz.

Minha citação favorita

“A menos que você me adore, a menos que eu (JESUS) seja o centro da sua vida, a menos que você esteja tentando matar a sede espiritual por meu intermédio e não por meio dessas outras coisas, a menos que enxergue que a solução deve vir de dentro em vez de apenas passar por seu exterior, então o que quer que você adore o desamparará no final”. (Keller, Encontros com Jesus, 53)

Portanto, eu recomendo fortemente a aquisição deste livro “Encontros com Jesus: Respostas Inesperadas para as Maiores Perguntas da Vida” de Timothy Keller. Você pode encontrá-lo disponível em diversos formatos, incluindo esta versão em brochura, onde você poderá fazer sua compra e me ajudar a continuar trazendo conteúdo valioso para você. Não perca a oportunidade de ter um encontro transformador com Jesus através das palavras deste renomado teólogo e pastor.

Avatar de Diego Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diego Souza

Sou ministro na Igreja Holiness e amo escrever. Graduando em Letras pela UNIVESP, com Bacharel em Teologia pela UMESP e com pós em Novo Testamento pela EST, neste blog compartilho meus pensamentos sobre a vida cristã e o cotidiano, buscando conectar a fé com o dia a dia.