O que é contentamento?

O que é contentamento?

Hoje, (22/9/23) compartilhei esse devocional em nossa célula. Espero que isso possa alcançar e abençoar você também.

Introdução:

“O que é contentamento?”. Pode parecer uma pergunta simples, mas a resposta pode ter muitas facetas.

Contentamento não é apenas um estado emocional de felicidade ou satisfação, mas uma atitude espiritual que permeia todas as áreas da vida.

É uma forma de ver o mundo que nos leva a agradecer, a confiar e a viver de forma mais significativa, mesmo quando as circunstâncias são desafiadoras.

Contentamento é a paz interior que temos quando sabemos que Deus está no controle. É um estado de gratidão, independente das circunstâncias. Quando estamos contentes, não estamos isentos de problemas, mas somos capazes de enfrentá-los com uma perspectiva diferente. É a confiança de que Deus, em Sua soberania, está trabalhando todas as coisas para o nosso bem.

1. Contentamento é uma Questão do Coração! (Salmos 62:1,5)

Em primeiro lugar, o contentamento começa no coração. O Salmo 62 nos diz: “A minha alma espera somente em Deus; dele vem a minha salvação”.

É no coração que fazemos a escolha de confiar em Deus, independentemente das circunstâncias. É fácil dizer que confiamos em Deus quando tudo vai bem. Mas o que acontece quando a vida fica difícil?

É nesses momentos que nosso coração é testado, e é aí que o verdadeiro contentamento mostra sua face. Contentamento não é ausência de problemas, mas confiança em Deus durante os problemas.

2. Contentamento é uma Disposição do Espírito! (2 Co 6:10)

Em segundo lugar, o contentamento é uma disposição do espírito. Paulo fala em 2 Coríntios 6:10 sobre estar “entristecido, mas sempre alegre; pobre, mas enriquecendo muitos; nada tendo, e possuindo tudo”.

Isso não é um paradoxo, mas uma realidade espiritual. Mesmo nas condições mais difíceis, Paulo encontrou um modo de ser contente. Ele poderia ter focado na sua pobreza, perseguições ou dificuldades, mas escolheu focar na eternidade e na graça de Deus.

Sua atitude era moldada não pelas circunstâncias, mas pelo Espírito Santo que o enchia.

3. Contentamento é Encontrar Prazer na Vontade de Deus! (Salmo 119:71)

Finalmente, o verdadeiro contentamento é encontrar prazer na vontade de Deus. “Foi bom para mim ter sido afligido”, diz o Salmo 119:71.

Note que o salmista não está dizendo que as aflições em si são boas, mas que, através delas, ele encontrou algo de valor: o contentamento na vontade de Deus.

Mesmo nos momentos mais difíceis, o prazer na vontade de Deus pode nos sustentar e nos trazer paz.

Conclusão

Pessoal, viver contente não é uma tarefa fácil, mas é possível através da graça e do poder de Deus.

Começa no coração, com confiança total em Deus; manifesta-se em uma atitude de espírito que transcende as circunstâncias; e encontra sua plenitude ao nos deleitarmos na vontade divina para nossas vidas.

Então, que tal começar hoje? Que tal decidir aqui e agora que vamos buscar esse contentamento genuíno que só pode ser encontrado em um relacionamento verdadeiro e profundo com o nosso Senhor?

Que Deus nos abençoe e nos ajude a viver contentes, em qualquer situação, para Sua glória.

Amém.

Avatar de Diego Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diego Souza

Sou ministro na Igreja Holiness e amo escrever. Graduando em Letras pela UNIVESP, com Bacharel em Teologia pela UMESP e com pós em Novo Testamento pela EST, neste blog compartilho meus pensamentos sobre a vida cristã e o cotidiano, buscando conectar a fé com o dia a dia.