Gn 1:1 – 2:25 – Comentário Bíblico Devocional

Gn 1:1 – 2:25 – Comentário Bíblico Devocional

  • Para ler mais comentários de Gênesis, clique aqui.
  • Para ler outros comentários, clique aqui.
  • Para ler devocionais, clique aqui.

Introdução ao Livro de Gênesis:

“Gênesis”, que significa “começo”, é mais do que um simples livro na Bíblia; é um relato fundamental sobre as origens do universo, dos seres humanos, do pecado e do sofrimento. Este texto revela como Deus, desde o início, orientou as pessoas sobre a justiça diante Dele.

O Livro de Gênesis tem duas partes. A primeira (capítulos 1 a 11) aborda a criação e histórias como Adão e Eva, Caim e Abel, Noé e o dilúvio, e a torre de Babel. A segunda (capítulos 12 a 50) conta a história dos patriarcas hebreus, como Abraão, Isaque, Jacó e seus doze filhos, culminando na saga de José no Egito.

Ao longo de Gênesis, Deus cria, guia e se interessa pelo Seu povo. Ele julga os ímpios e abençoa os justos, estabelecendo as bases para a busca da justiça pela humanidade.

Texto Bíblico de Gênesis:

Capítulo 1

1:1 No princípio criou Deus os céus e a terra.
1:2 E a terra estava desordenada e vazia, e as trevas estavam sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
1:3 E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
1:4 E viu Deus que a luz era boa: e separou Deus a luz das trevas.
1:5 E chamou Deus à luz Dia, e às trevas chamou Noite: e foi a tarde e a manhã o primeiro dia.
1:6 E disse Deus: Haja expansão em meio das águas, e separe as águas das águas.
1:7 E fez Deus a expansão, e separou as águas que estavam debaixo da expansão, das águas que estavam sobre a expansão: e foi assim.
1:8 E chamou Deus à expansão Céus: e foi a tarde e a manhã o dia segundo.
1:9 E disse Deus: Juntem-se as águas que estão debaixo dos céus em um lugar, e descubra-se a porção seca: e foi assim.
1:10 E chamou Deus à porção seca Terra, e à reunião das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom.
1:11 E disse Deus: Produza a terra erva verde, erva que dê semente; árvore de fruto que dê fruto segundo a sua espécie, que sua semente esteja nela, sobre a terra: e foi assim.
1:12 E produziu a terra erva verde, erva que dá semente segundo sua natureza, e árvore que dá fruto, cuja semente está nele, segundo a sua espécie; e viu Deus que era bom.
1:13 E foi a tarde e a manhã o dia terceiro.
1:14 E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus para separar o dia e a noite: e sejam por sinais, e para as estações, e para dias e anos;
1:15 E sejam por luminares na expansão dos céus para iluminar sobre a terra: e foi.
1:16 E fez Deus os dois grandes luminares; o luminar maior para que exerça domínio no dia, e o luminar menor para que exerça domínio na noite; fez também as estrelas.
1:17 E as pôs Deus na expansão dos céus, para iluminar sobre a terra,
1:18 E para exercer domínio no dia e na noite, e para separar a luz e as trevas: e viu Deus que era bom.
1:19 E foi a tarde e a manhã o dia quarto.
1:20 E disse Deus: Produzam as águas répteis de alma vivente, e aves que voem sobre a terra, na aberta expansão dos céus.
1:21 E criou Deus as grandes criaturas marinhas, e toda coisa viva que anda arrastando, que as águas produziram segundo a sua espécie, e toda ave de asas segundo sua espécie: e viu Deus que era bom.
1:22 E Deus os abençoou dizendo: Frutificai e multiplicai, e enchei as águas nos mares, e as aves se multipliquem na terra.
1:23 E foi a tarde e a manhã o dia quinto.
1:24 E disse Deus: Produza a terra seres viventes segundo a sua espécie, animais e serpentes e animais da terra segundo sua espécie: e foi assim.
1:25 E fez Deus animais da terra segundo a sua espécie, e gado segundo a sua espécie, e todo animal que anda arrastando sobre a terra segundo sua espécie: e viu Deus que era bom.
1:26 E disse Deus: Façamos ao ser humano à nossa imagem, conforme nossa semelhança; e domine os peixes do mar, e as aves dos céus, e os animais, e toda a terra, e todo animal que anda arrastando sobre a terra.
1:27 E criou Deus o ser humano à sua imagem, à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou.
1:28 E Deus os abençoou; e disse-lhes Deus: Frutificai e multiplicai, e enchei a terra, e subjugai-a, e dominai os peixes do mar, as aves dos céus, e todos os animais que se movem sobre a terra.
1:29 E disse Deus: Eis que vos dei toda erva que dá semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda árvore em que há fruto de árvore que dá semente, vos será para comer.
1:30 E a todo animal da terra, e a todas as aves dos céus, e a tudo o que se move sobre a terra, em que há vida, toda erva verde lhes será para comer: e foi assim.
1:31 E viu Deus tudo o que havia feito, e eis que era bom em grande maneira. E foi a tarde e a manhã o dia sexto.

Capítulo 2

2:1 E foram acabados os céus e a terra, e tudo o que neles há.
2:2 E acabou Deus no dia sétimo sua obra que fez, e repousou o dia sétimo de toda sua obra que havia feito.
2:3 E abençoou Deus ao dia sétimo, e o santificou, porque nele repousou de toda sua obra que havia Deus criado e feito.
2:4 Estas são as origens dos céus e da terra quando foram criados, no dia que o SENHOR Deus fez a terra e os céus
2:5 E antes que toda planta do campo existisse na terra, e antes que toda erva do campo nascesse; porque ainda não havia o SENHOR Deus feito chover sobre a terra, nem havia homem para que lavrasse a terra;
2:6 Mas subia da terra um vapor, que regava toda a face da terra.
2:7 Formou, pois, o SENHOR Deus ao homem do pó da terra, e assoprou em seu nariz sopro de vida; e foi o homem em alma vivente.
2:8 E havia o SENHOR Deus plantado um jardim em Éden ao oriente, e pôs ali ao homem que havia formado.
2:9 E havia o SENHOR Deus feito nascer da terra toda árvore agradável à vista, e boa para comer: também a árvore da vida em meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal.
2:10 E saía de Éden um rio para regar o jardim, e dali se repartia em quatro ramificações.
2:11 O nome de um era Pisom: este é o que cerca toda a terra de Havilá, onde há ouro:
2:12 E o ouro daquela terra é bom; há ali também bdélio e pedra ônix.
2:13 O nome do segundo rio é Giom; este é o que rodeia toda a terra de Cuxe.
2:14 E o nome do terceiro rio é Tigre; este é o que vai diante da Assíria. E o quarto rio é o Eufrates.
2:15 Tomou, pois, o SENHOR Deus ao homem, e o pôs no jardim de Éden, para que o lavrasse e o guardasse.
2:16 E mandou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim comerás;
2:17 Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás dela; porque no dia que dela comeres, morrerás.
2:18 E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; farei para ele ajuda idônea para ele.
2:19 Formou, pois, o SENHOR Deus da terra todo animal do campo, e toda ave dos céus, e trouxe-os a Adão, para que visse como lhes havia de chamar; e tudo o que Adão chamou aos animais viventes, esse é seu nome.
2:20 E pôs Adão nomes a todo animal e ave dos céus e a todo animal do campo: mas para Adão não achou ajuda que estivesse idônea para ele.
2:21 E o SENHOR Deus fez cair sonho sobre Adão, e ele adormeceu: então tomou uma de suas costelas, e fechou a carne em seu lugar;
2:22 E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, fez uma mulher, e trouxe-a ao homem.
2:23 E disse Adão: Esta é agora osso de meus ossos, e carne de minha carne: esta será chamada Mulher, porque do homem foi tomada.
2:24 Portanto, deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se achegará à sua mulher, e serão uma só carne.
2:25 E estavam ambos nus, Adão e sua mulher, e não se envergonhavam.

Bíblia Livre, [s.d.], Gn 1.1–2.25.

Observação do Texto:

  • Quem: Deus
  • O que: A criação do mundo e da humanidade
  • Quando: No início dos tempos
  • Onde: Éden – Localização não especificada
  • Porquê: Deus criou o mundo e a humanidade como parte de Seu plano e propósito

Ideias-chave:

  • Deus criou os céus e a terra
  • Ele criou a luz, a separou das trevas e chamou a luz de “dia” e a escuridão de “noite”
  • Ele criou o céu, separando-o das águas
  • Ele criou as terras secas e os mares, chamando-os de “terra” e “mar”
  • Ele criou a vegetação, plantas e árvores
  • Ele criou os astros no céu, o sol, a lua e as estrelas
  • Ele criou os animais marinhos e as aves
  • Ele criou os animais terrestres, incluindo os animais selvagens e o gado
  • Ele criou a humanidade, homens e mulheres, à Sua imagem e semelhança

Interpretação do Texto:

  • O relato da criação do Universo e da raça humana faz parte do livro de Gênesis, escrito por Moisés.
  • Foi escrito durante o período em que os israelitas estavam no deserto, antes de entrarem na Terra Prometida.
  • Os destinatários originais eram o povo de Israel, que precisava entender a origem e o propósito da criação.
  • O propósito da escrita era ensinar sobre a soberania e o poder de Deus como o Criador de todas as coisas.

O que o texto não diz:

  • Não diz que Deus usou material preexistente. → Deus criou tudo do nada.
  • Não diz que Deus criou algum material e depois ‘soltou’ ou ‘pôs em movimento’ e que depois desse ponto o mundo se desenvolveu por si mesmo. → Deus criou tudo de uma vez, e o mundo não se desenvolveu por si mesmo.
  • Não diz que Deus criou o mundo pouco a pouco durante um longo período de tempo, começando com animais simples e passando para os mais complexos. → Deus criou o mundo em seis dias, e os seres vivos foram criados no mesmo dia.
  • Não diz que nenhum dos relatos é um poema ou simbólico, nem a estrutura da escrita apoia essa visão. → Os relatos da criação são relatos históricos, e a estrutura da escrita é literal.
  • Não diz que Deus simplesmente pegou um animal e o mudou ou soprou nele para fazer um humano. → Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, e não o transformou de um animal.
  • Não diz que havia outros humanos antes de Adão. → Adão foi o primeiro homem.
  • Não diz que os animais tinham a capacidade de evoluir de uma espécie para outra. → Os animais foram criados em suas espécies atuais.

Contexto Geral da Passagem

O livro de Gênesis, escrito por Moisés, relata a origem do mundo e da humanidade. O capítulo 1 apresenta a criação do universo por Deus em seis dias, seguido pelo descanso de Deus no sétimo dia. Nessa passagem, somos introduzidos à soberania e ao poder criativo de Deus, que estabeleceu ordem e propósito em toda a criação.

Comentário Bíblico

Gênesis 1:1 começa com uma declaração poderosa: “No princípio criou Deus os céus e a terra”. Essas palavras iniciais revelam que Deus é o autor e o sustentador de toda a existência. Ele é o Criador supremo, trazendo à existência tudo o que vemos e conhecemos.

Ao longo dos seis dias da criação, Deus separou a luz das trevas, estabeleceu o céu e a terra, os mares e as terras secas. Ele preencheu a Terra com vida, criando plantas, árvores, animais marinhos, aves e animais terrestres. No ápice de Sua criação, Deus criou a humanidade à Sua imagem e semelhança, dando-lhes o domínio sobre todas as outras criaturas.

Esse relato enfatiza a ordem e a bondade da criação de Deus. A cada etapa, Deus viu que era bom. A criação é uma expressão do poder, sabedoria e beleza de Deus. Ela testemunha Sua glória e revela Seu caráter aos seres humanos.

Devocional

Ao contemplarmos a narrativa da criação em Gênesis 1, somos lembrados do imenso poder e amor de Deus. Ele criou o mundo com um propósito e estabeleceu uma ordem perfeita em toda a criação.

Ao observar a natureza ao nosso redor, podemos ver a mão de Deus em cada detalhe. As montanhas majestosas, os rios fluindo, as flores desabrochando – tudo isso aponta para a grandeza e a beleza do Criador. Somos convidados a maravilhar-nos com Sua obra e a reconhecer que fazemos parte de um plano perfeito e gracioso.

Além disso, ao sermos criados à imagem e semelhança de Deus, somos chamados a refletir Seu caráter. Devemos buscar viver de acordo com os princípios estabelecidos por Ele em Sua Palavra. Isso inclui cuidar da criação, valorizando e preservando o meio ambiente que Deus nos confiou.

Nossa responsabilidade como seres humanos é governar a Terra com sabedoria, justiça e amor. Devemos lembrar que somos mordomos da criação de Deus e que um dia prestaremos contas por nossa administração.

Aplicação:

  • Essa passagem desafia nossa compreensão do poder e da grandeza de Deus como Criador.
  • Nos lembra que fomos criados à imagem e semelhança de Deus, com um propósito divino em nossas vidas.
  • Nos confronta com a responsabilidade de cuidar da criação de Deus e valorizar a natureza e o meio ambiente.
  • Essa passagem também nos leva a refletir sobre o papel da humanidade na administração e governança da Terra.

Lições Práticas:

  1. Contemple a criação de Deus ao seu redor. Maravilhe-se com Sua obra e agradeça por Sua bondade.
  2. Reconheça que você foi criado à imagem de Deus. Busque viver de acordo com os princípios estabelecidos por Ele em Sua Palavra.
  3. Seja um mordomo responsável da criação de Deus. Pratique hábitos sustentáveis e faça sua parte para preservar o meio ambiente.

Perguntas para Fixação

  1. Quem criou os céus e a terra?
    • Deus criou os céus e a terra.
  2. Qual é o propósito da criação de Deus?
    • A criação de Deus tem o propósito de revelar Sua glória e estabelecer uma ordem perfeita.
  3. Qual é a nossa responsabilidade como seres humanos em relação à criação de Deus?
    • Temos a responsabilidade de cuidar da criação, valorizar o meio ambiente e governar a Terra com sabedoria e amor.

Oração

Querido Deus, louvamos e agradecemos por Sua criação maravilhosa. Ajuda-nos a reconhecer Sua grandeza e a cuidar da Terra com sabedoria e amor. Capacita-nos a viver de acordo com os princípios estabelecidos por Ti em Sua Palavra. Que possamos refletir Sua imagem e semelhança em todas as áreas de nossas vidas. Em nome de Jesus, amém.


Eu sou o Diego Gonçalves, teólogo e evangelista, e este é o meu blog www.diegon.org – “O Diário de um Jondô”. Aqui, reflexões teológicas diárias te esperam!

Todos os direitos reservados
© O Diário de um Jondô

S.B.CAMPO – SP

Avatar de Diego Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diego Souza

Sou ministro na Igreja Holiness e amo escrever. Graduando em Letras pela UNIVESP, com Bacharel em Teologia pela UMESP e com pós em Novo Testamento pela EST, neste blog compartilho meus pensamentos sobre a vida cristã e o cotidiano, buscando conectar a fé com o dia a dia.