Vivendo de acordo com o Espírito

Vivendo de acordo com o Espírito

Sermão baseado em Romanos 8. 5-11 e para a Igreja Daehan | MEP // 12.06.22 por Diego Gonçalves.

—————

Abra a sua Bíblia no livro de Romanos, capítulo 8.

Na semana passada, olhamos para os versículos 1 a 4, que nos ensinam que fomos libertados do pecado pelo Espírito de Deus. Hoje, vamos introduzir os vs. 5 a 11, mas antes disso, gostaria de começar apresentando um contraste muito interessante que há entre Romanos 7 e Romanos 8.

O capítulo 7 de Romanos fala de uma luta. A luta contra o pecado! No meio dessa luta, há uma palavra que se repete por inúmeras vezes. Essa palavra é o pronome pessoal “eu”. Ela é predominante no capítulo 7. Aparece cerca de trinta vezes. E é muito destacada no contexto do:

o que “eu” quero fazer não faço, e o que não quero fazer, isso eu faço. — E se há uma coisa que Romanos 7 deixa claro, é que o “eu” não pode viver a vida cristã sozinho. Mas algo interessante acontece quando você vem para Romanos 8. A palavra “eu” desaparece quase completamente, aparecendo apenas nas entrelinhas dos versículos 18 e 38, onde Paulo diz: “Considero” e “Estou convencido”.

Agora, em Romanos 8, uma nova palavra substitui o “eu” e é repetida vez após vez. E essa é a palavra “Espírito”. A palavra “Espírito” aparece cerca de vinte vezes em Romanos 8, mais do que em qualquer outro capítulo da Bíblia. P: Diante dessa constatação, a pergunta central é a seguinte: como você vive a sua vida cristã? R: Você vive de acordo com o “eu” ou de acordo com o “Espírito”. Foi assim que terminamos na semana passada.

Bem aqui, com o versículo 4, que diz que:

“…agora não seguimos mais nossa natureza humana, mas sim o Espírito, (para que) possamos cumprir as justas exigências da lei.”

(Romanos 8:4)

Agora, então… a partir do vs. 5, Paulo nos diz o que quer dizer viver de acordo com o Espírito.

I. Sua vida segue sua mente (5-6)

O apóstolo dos gentios começa estabelecendo o princípio de que sua vida segue sua mente.

A. Você vive de acordo com o que sua mente está pensando (5) – Romanos 12:2

Ou seja, você vive de acordo com aquilo que a sua mente está pensando. Isso é o que a gente lê aqui em Romanos 8:5:

“Aqueles que são dominados pela natureza humana pensam em coisas da natureza humana, mas os que são controlados pelo Espírito pensam em coisas que agradam o Espírito.” 

(Romanos 8:5)

Em outras palavras, a sua mente é definida por aquilo que você busca ou deseja na vida. Ou seja, essencialmente é nisso que se concentra a sua vida. Muito da vida cristã tem a ver com o campo de batalha da mente. É por isso que mais tarde, em Romanos 12 Paulo diz que nós somos “transformados pela renovação da nossa mente”. (Romanos 12:2)

E como ocorre o processo de transformação pela renovação da nossa mente? Ocorre através da experiência do arrependimento. A palavra “arrepender-se” significa não apenas mudar de direção, mas também mudar de ideia. Então, quando você se arrepende, sua ideia sobre Deus, o pecado e a justiça mudam completamente. Mas, isso… como veremos daqui a pouco, não é uma coisa fácil de fazer. Na verdade, isso nem é possível fazermos sozinhos. Se Deus não fizer uma mudança radical em sua mente, a sua mente permanecerá focada nas coisas deste mundo, e você não será capaz de viver de acordo com o Espírito de Deus.

B. A mentalidade definida nas coisas pecaminosas resulta em morte; a mentalidade definida no Espírito resulta em vida e paz (6) – Gálatas 5:19-23

E esse é um problema real, porque essas duas mentalidades diferentes produzem dois resultados de diferentes realidades. Porque uma se opõe a outra. A mentalidade que é definida nas coisas pecaminosas resulta em morte, enquanto a mentalidade definida no Espírito resulta em vida e paz. E isso é o que Paulo diz no versículo 6: Vamos ler:

“Portanto, permitir que a natureza humana controle a mente resulta em morte, mas permitir que o Espírito controle a mente resulta em vida e paz.”

(Romanos 8:6)

Em outras palavras, o modo como você administra a sua mente pode trazer consequências reais pra você, tanto nessa vida terrena quanto na vida eterna. Ou seja… Se você permitir que a Sua natureza humana controle a sua mente, você pode experimentar a morte e a decadência espiritual agora, aqui nesta vida, que vai resultar na separação eterna de Deus após a morte da sua vida.

Mas o oposto disso também é verdadeiro. Se você permitir que  o Espírito Santo controle a sua mente, então você poderá experimentar e desfrutar da vida e da paz agora, neste tempo presente, bem como, poderá viver uma vida de paz juntamente diante de Deus e de seu Filho Jesus, na Eternidade.

Paulo descreve os resultados dessas duas mentalidades diferentes com mais detalhes no livro de Gálatas. Vamos ler: Gálatas 5, a partir do versículo 19:

Quando seguem os desejos da natureza humana, os resultados são extremamente claros: imoralidade sexual, impureza, sensualidade,  20. idolatria, feitiçaria, hostilidade, discórdias, ciúmes, acessos de raiva, ambições egoístas, dissensões, divisões,  21. inveja, bebedeiras, festanças desregradas e outros pecados semelhantes.

Gálatas 5: 19-21

Repito o que disse antes: quem pratica essas coisas não herdará o reino de Deus.

22. Mas o Espírito produz este fruto: amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade,  23. mansidão e domínio próprio. Não há lei contra essas coisas!”

(Gálatas 5:19-23)

Qual tipo de mentalidade você quer? Que tipo de vida você busca? Uma vida marcada por ódio, discórdia, ciúme, raiva e inveja? Ou uma vida marcada por amor, alegria, bondade, paciência e paz? Paulo diz: “A mente do homem pecador é a morte, mas a mente controlada pelo Espírito é vida e paz.” (Romanos 8:6)

Lembre-se disso! Sua vida segue sua mente.

II. Quando você vive de acordo com a natureza pecaminosa (7-8)

Em seguida, nos vs. 7 e 8,  Paulo continua descrevendo o cenário daquele que vive de acordo com a natureza pecaminosa. E ele nos diz três coisas.

  1. Sua mente é inimiga de Deus.
  2. Sua mente não não pode se submeter à lei de Deus.
  3. Você, por si só, não pode agradar a Deus. A. Sua mente é inimiga de Deus (7a)

Em primeiro lugar, sua mente é inimiga de Deus. Nós vemos isso na parte A do versículo 7 que diz assim: “Pois a mentalidade da natureza humana é sempre inimiga de Deus.

A palavra grega traduzida como “inimiga” aqui, é uma palavra muito forte que significa ódio, hostilidade e conflito. Então, o que Paulo está dizendo aqui é que, antes de você chegar a Cristo, a sua mente não era boazinha e nem sequer era neutra em relação a Deus, mas sempre foi hostil e em inimizade ferrenha contra o Senhor. Por isso, ele atribui que a natureza do homem é pecaminosa, e naturalmente, se rebelará contra Deus e contra os caminhos de Deus.

Mas o que acontece com aquele que vive de acordo com a sua natureza pecaminosa? Acabamos de ver, em primeiro lugar, que a sua mente se torna inimiga de Deus,

B. Sua mente não se submete e não pode se submeter à lei de Deus (7b)

Em segundo lugar, sua mente não se submete e não pode se submeter à lei de Deus. Vamos ler a segunda parte do versículo 7:

“Pois a mentalidade da natureza humana é sempre inimiga de Deus. Nunca obedeceu às leis de Deus, e nunca obedecerá.”

(Romanos 8:7b)

Nesse sentido, todos nós podemos testemunhar a verdade da primeira parte desta declaração, que diz que a mente pecadora não se submete à lei de Deus. Quer ver? Vamos fazer um teste! Quantos de vocês obedecem perfeitamente a lei de Deus? Nós sabemos que os códigos da lei de Deus são amplos… mas vamos olhar apenas alguns dos 10 mandamentos.

1. mandamento: “Não terá outros deuses além de mim.” P: Você já se envolveu com alguma coisa que tomou o espaço de Deus na sua vida?

5. mandamento: “Honre sua mãe e seu pai.” P: Você já respondeu aos seus pais?

9. mandamento: “Não dê falso testemunho.” P: Você já mentiu?

10. mandamento: “Não cobiçarás.” P: Você já desejou algo que pertencesse a outra pessoa?

E isso são apenas quatro dos dez mandamentos. Alguns estudiosos contam 613 leis apenas no AT. Então, todos nós podemos testemunhar que o que Paulo diz aqui é muito verdadeiro. Presta atenção no vs. 8 e perceba que não é pelo fato de você não querer se submeter à lei de Deus, mas é pelo fato de que você não conseguir se submeter a lei de Deus. E a razão pela qual você não consegue se submeter à lei de Deus é porque você é completamente incapaz de seguir a lei de Deus por conta própria.

Mas então, Diego, afinal, o que é a lei de Deus? A lei de Deus é a revelação do caráter de Deus. A lei representa quem Deus é. E assim, aqueles que não se submetem à lei de Deus não se opõem apenas à lei, eles se opõem ao próprio Deus. E isso é exatamente o que Paulo diz no versículo 7.

“A mentalidade da natureza humana é sempre inimiga de Deus”. vs. 7

É por isso que ela não se submete e não pode se submeter à lei de Deus.

C. Portanto, você não pode agradar a Deus (8)

Agora, tudo isso culmina no fato de que você não pode agradar a Deus sozinho. Vamos ler o versículo 8:

“Por isso aqueles que ainda estão sob o domínio de sua natureza humana não podem agradar a Deus. (Romanos 8:8)

Agradar a Deus significa ser aceitável aos olhos do Senhor. Só podemos ser aceitos diante de Deus pela fé em Jesus Cristo, e a nossa vida só consegue agradar a Deus quando vivemos de acordo com o Espírito. Por isso que ninguém, em si mesmo e por si mesmo, consegue ou pode agradar a Deus.

Perceba mais uma coisa aqui no vs. 8! Pode soar uma contradição enorme falar que agrada a Deus quando há em sua mente inimizade com o Senhor! E principalmente, pelo fato de você não conseguir se submeter à lei do Senhor. Isso significa uma coisa: todos nós estamos em apuros.

III. Quando o Espírito de Deus vive em você (9-11)

Felizmente, ou melhor, graças a Deus que Ele não nos deixou sozinhos nessa terra para viver a vida cristã. Deus enviou Jesus pra perdoar os seus pecados. E Deus enviou o Espírito Santo pra te ajudar a viver uma vida que é agradável a Ele.

TR: E até aqui, temos visto o que acontece quando você vive de acordo com a natureza pecaminosa. Mas a partir do versículo 9, Paulo começa a descrever o que acontece quando o Espírito de Deus habita e vive em você. E podemos listar assim:

  1. Você entrega o controle da sua vida para o Espírito de Deus.
  2. Você é justificado pelo Espírito de Cristo.
  3. O Espírito de Deus também dá qualidade de vida ao seu corpo.

Vamos dar uma olhada nesses três pontos e ver o que eles significam!

  A. Você é controlado pelo Espírito (9) – João 14:16-17

Primeiro. Quando o Espírito Santo entra em cena, o  mundo se torna totalmente diferente! E quando o Espírito de Deus vive em você, você passa a ser controlado pelo Espírito. Isso é o que Paulo diz no versículo 9:

Vamos ler:

“Vocês, porém, não são controlados pela natureza humana, mas pelo Espírito, se de fato o Espírito de Deus habita em vocês. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, a ele não pertence.” (Romanos 8:9)

A idéia aqui é que nós não seremos controlados como um robô. Mas em linhas gerais, quer dizer que o Espírito Santo se torna a principal influência na sua vida. Antes de você se tornar cristão, sua natureza pecaminosa governava e dominava a sua vida. Mas agora que você veio a Cristo e entregou tudo a Ele, o Espírito Santo se torna a nova força que domina a sua vida.

E por isso, você não é mais controlado pela sua natureza pecaminosa, mas pelo Espírito. Isso ocorre porque o Espírito Santo agora vive em você. Repare que por várias vezes neste capítulo, Paulo menciona o Espírito, mas a partir do vs. 9 ele mergulha mais fundo. Observa que ele identifica o Espírito Santo como o Espírito de Deus e, ao mesmo tempo, como o Espírito de Cristo.

Os atributos teológicos são mais profundos, mas podemos simplificar dizendo que o Espírito de Cristo é outro nome para o Espírito Santo. Porque o Espírito Santo é um com Cristo, assim como Jesus é um com o Pai. É importante entender que o Espírito Santo é uma pessoa, assim como Jesus também é uma pessoa. Jesus disse aos seus discípulos em João 14:16

“E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Encorajador, que nunca os deixará.

17. É o Espírito da verdade.

O mundo não o pode receber,

pois não o vê e não o conhece.

Mas vocês o conhecem,

pois ele habita com vocês agora e depois estará em vocês.”

(João 14:16-17)

Jesus estava se referindo ao Espírito Santo. Deus enviou o Espírito Santo pra estar conosco para sempre e, de fato, pra morar e viver dentro de nós. No texto da semana passada, vimos que Paulo fala sobre estarmos em Cristo. O texto de hoje, fala do Espírito Santo estar em nós. E já que o Espírito Santo é o Espírito de Cristo, então, significa que Cristo também está em nós. Na verdade, tanto o Deus-Pai quanto o Deus-Filho habita em você através do Espírito Santo.

É por isso que o Espírito Santo se torna a nova força que governa a sua vida. Ele é o Espírito de Deus, e Ele é aquele traz o próprio Deus, criador de todo Universo, pra habitar dentro da sua vida. Essa verdade é pra todos nós. Mas é bom ressaltar que Paulo também diz no vs. 9:

“Se alguém não tem o Espírito de Cristo, a ele não pertence.”

(Romanos 8:9)

IL: Existem muitas maneiras diferentes de descrever um cristão, mas esta é uma das melhores.

Um cristão é simplesmente alguém que tem o Espírito Santo. Então, se você não tem o Espírito Santo, logo você não é um cristão. Mas se você é um cristão, você tem o Espírito Santo. Então, se você tem o Espírito Santo, logo você não é mais controlado pela sua natureza pecaminosa, mas pelo Espírito de Deus.

Minha gente… Essa é a primeira coisa que acontece quando o Espírito de Deus vive em você. Você é controlado pelo Espírito.

B. Seu espírito está vivo por causa da justiça (10) – Efésios 2:4-5

Depois, em segundo lugar, você é justificado. E vamos abrir um parênteses aqui: A justificação é uma das grandes Doutrinas da Bíblia. E ela é totalmente jurídica. Ou seja, não é uma coisa que ocorre dentro de nós. O que ocorre dentro de nós é a Santificação, por exemplo: Mas a Justificação ocorre fora de nós, no Tribunal de Deus. E o que isso significa? Significa que a justiça merecida foi transferida pra outra pessoa, para um responsável legal: Jesus Cristo. Então temos: o autor da justificação que é Deus; a base da justificação que é a justiça de Cristo; E o fator que predomina nesta justiça que é a obediência de Cristo! Assim, o pecador justificado é plenamente absolvido do pecado cometido como se nunca o tivesse feito. Neste sentido, a teologia sistemática define que: Na justificação, Deus não nos torna justos, Mas Ele, irrevogavelmente, nos declara justos, completamente inocentes, como se jamais houvéssemos pecado contra Ele! (fecha parênteses).

Vamos ao versículo 10:

“Uma vez que Cristo habita em vocês,

embora o corpo morra por causa do pecado,

o Espírito lhes dá vida porque vocês foram declarados justos diante de Deus.”

(Romanos 8:10)

É assim! Cristo está em você porque o Espírito de Cristo está em você. Agora, vale dizer que o seu corpo -ou a sua carne- não muda quando você se torna um cristão. Seu corpo carnal permanece morrendo por causa do pecado. Pois, ainda vivemos em um corpo mortal.

Os seus pecados foram perdoados, você foi libertado do poder do pecado, mas os resultados do pecado ainda permanecem em seu corpo. Você vai envelhecer. Você pode ficar doente. E um dia, você haverá de morrer. Mas mesmo que seu corpo ainda esteja morto por causa do pecado, o Espírito te dá vida porque você é declarado justo diante de Deus. Em certo sentido, a segunda parte do versículo 10 pode se referir diretamente ao seu espírito, que é vivificado em Cristo.

Mas também pode se referir ao Espírito Santo que é vida e que dá a vida – tanto a vida espiritual agora quanto a vida na ressurreição mais tarde. De qualquer forma, quando o Espírito de Deus vive em você, você recebe uma nova vida em Cristo. Lemos em Efésios 2:

“Mas Deus é tão rico em misericórdia e nos amou tanto  5. que, embora estivéssemos mortos por causa de nossos pecados, ele nos deu vida juntamente com Cristo. É pela graça que vocês são salvos!.”

(Efésios 2:4-5)

E tudo isso acontece por causa da justificação. Quando você coloca sua fé em Cristo, você recebe uma nova justiça, uma justiça que não é sua. É um presente da graça de Deus. Você recebe a própria justiça de Cristo. Se não fosse assim, o Espírito Santo não poderia viver em você.

Mas você recebe a justiça de Cristo – para que o Espírito Santo possa viver em você – e para que você possa começar a crescer em justiça através do Espírito Santo. Então, quando o Espírito de Deus vive em você, você é justificado e o Espírito te dá vida.

C. O Espírito também dará vida ao seu corpo (11) – Ezequiel 36:26-27

Finalmente, vamos ler o versículo 11 que diz:

“…se o Espírito de Deus que ressuscitou Jesus dos mortos habita em vocês, o Deus que ressuscitou Cristo Jesus dos mortos dará vida a seu corpo mortal, por meio desse mesmo Espírito que habita em vocês.

(Romanos 8:11)

Perceba aqui que há uma conexão entre a ressurreição de Cristo e a nossa própria ressurreição. Deus ressuscitou Jesus dentre os mortos. Você tem o Espírito de Deus vivendo em você. Portanto, Deus também te ressuscitará dos mortos. Essa é a esperança de todo cristão. Aqueles que morreram com Cristo serão ressuscitados com Cristo.

Hoje, o seu corpo é mortal. Você ainda está sujeito à doença, ao pecado e à morte. Mas Deus te deu uma nova vida em Cristo através do Espírito Santo. E essa nova vida começa agora.

É como Deus diz em Ezequiel 36:

“Eu lhes darei um novo coração e colocarei em vocês um novo espírito. Removerei seu coração de pedra e lhes darei coração de carne.  27. Porei dentro de vocês meu Espírito, para que sigam meus decretos e tenham o cuidado de obedecer a meus estatutos.”

(Ezequiel 36:26-27)

Deus nos dá uma nova vida espiritual agora,  aqui mesmo, mas um dia, também nos dará uma nova vida física na ressurreição. Então, em resumo… quando o Espírito de Deus estiver vivendo em você:

  1. Você entregará o controle total da sua vida pra Ele.
  2. Você será justificado por Ele.
  3. E Ele também dará vida ao seu corpo.

Essa é a diferença que o Espírito Santo faz na sua e na minha  vida.

CONCLUSÃO:

P: A vida cristã é difícil? R: Não, não é difícil. Eu acredito que a vida cristã é impossível de vivê-la sozinho. Essa é uma grande verdade bíblica. Você não pode se salvar, e você também não pode viver a vida cristã sozinho. Parece ruim. Mas isso é uma boa notícia, porque Deus sabe que você nunca poderia vivê-la sozinho, e é por isso que ele te dá o Espírito Santo. Muitas pessoas tentam agradar a Deus através de seus próprios esforços. E elas sempre falham. Tentam de novo e falham de novo, de novo e de novo. Vez após vez. E esse tipo de coisa, pode acontecer com a gente também, quando tentarmos fazer as coisas sozinhos e da nossa própria maneira. Mas graças a Deus, que nos deu o precioso dom do Espírito Santo pra que a gente possa ser mudados de dentro para fora.

Minha gente… O Espírito Santo faz toda a diferença. Saiba que você recebeu o maior recurso pra viver a vida cristã, e esse recurso está sempre disponível pra você porque Ele vive em você. Então, é verdade… você continua vivendo em seu velho corpo mortal e terreno, mas tenha coragem! Porque o Espírito de Deus também vive em você. E através dEle você recebe o poder de uma nova vida espiritual.

Então, ore e peça a Deus todos os dias para preenchê-lo com seu Espírito Santo, para renovar sua mente e para mudá-lo afim de ser mais parecido com Jesus. Porque a única maneira de viver uma vida que é agradável a Deus – é viver uma vida de acordo com o Espírito Santo.

Amém!

Avatar de Diego Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diego Souza

Sou ministro na Igreja Holiness e amo escrever. Graduando em Letras pela UNIVESP, com Bacharel em Teologia pela UMESP e com pós em Novo Testamento pela EST, neste blog compartilho meus pensamentos sobre a vida cristã e o cotidiano, buscando conectar a fé com o dia a dia.