Sl 33:13-14 – Céu: A Casa de Deus

Sl 33:13-14 – Céu: A Casa de Deus

Salmos 33:13-14
por Diego Gonçalves para a Igreja Daehan Mep em 08.01.2022

INTRODUÇÃO

Estamos começando uma nova série de mensagens chamada: “Céu”. E eu imagino que muitas pessoas fazem perguntas legítimas sobre o céu, e que essas perguntas merecem respostas verdadeiras. Por exemplo: O que é o céu? Como sabemos que existe um céu? O que acontece quando os crentes morrem? Que tipo de corpo teremos quando chegarmos no céu? Reconheceremos outras pessoas lá? Haverá recompensas quando chegarmos no céu?

Quais tipo de atividades faremos lá? Comeremos lá? Tomaremos banho lá? Haverá animais no céu? O que a Bíblia quer dizer quando fala sobre uma nova Jerusalém, sobre um novo céu e uma nova terra? Como o conhecimento sobre o céu pode afetar a forma que você está vivendo agora na Terra?

Bom, essa são algumas das perguntas que vamos responder no decorrer desta série. Entretanto, creio que a primeira pergunta a ser respondida, e que é ponto de partida para todas as demais perguntas, é: Onde podemos obter informações confiáveis sobre o céu? Em outras palavras: De que lugar podemos obter respostas corretas para as nossas perguntas?

A resposta é: Da Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada.

TR: Quando Deus deu a João uma visão do céu no livro de Apocalipse 21.5, João apóstolo ouviu as seguintes palavras:

“…Aquele que estava sentado no trono disse: “Vejam, faço novas todas as coisas!”. Em seguida, disse: “Escreva isto, pois o que lhe digo é digno de confiança e verdadeiro”. (Ap 21. 5 NVT)

Minha gente, é somente a Bíblia que pode nos dar respostas confiáveis sobre o céu. Todo o resto é pura especulação. Ahhh Jondo… mas e aquelas pessoas que afirmam ter ido para o céu e voltado? Nós devemos ouvir o que eles estão dizendo?

Particularmente, eu não te aconselho a ficar atrás dessas coisas. Mas claro que, se você por acaso ler ou ouvir, saiba de uma coisa, essas pessoas podem ser uma fonte não confiável de informações sobre o céu. Algumas dessas pessoas são golpistas, outras pessoas são malucas, e algumas outras pessoas até são sinceras – mas mesmo essas pessoas que são sinceras em seus relatos, teremos dificuldade em saber o que de fato é real ou confusão mental… o que de fato foi lembrado corretamente ou incorretamente? Enfim… não tem como a gente saber!

E para ser mais sincero ainda, eu fico com “um pé atrás” com a maioria dos livros e testemunhos desse tipo “fui para o céu e voltei”, pois, a maioria desses conteúdos contém muitas informações divergentes com aquilo que encontramos na Bíblia.

Há um texto em João 3.13 que diz:

“Ninguém jamais subiu ao céu, exceto aquele que de lá desceu, o Filho do Homem. (João 3:13, NVT)

Por isso que precisamos recorrer à Bíblia como a única fonte confiável de informações sobre o céu. Agora, no entanto, aqui cabe uma frase muito feliz do Billy Graham que nos lembra o seguinte:

“A Bíblia não nos diz tudo o que gostaríamos de saber sobre o Céu, mas a Bíblia nos diz tudo o que precisamos saber sobre o Céu enquanto estamos aqui na terra”. (Billy Graham; Livro de Respostas do Céu)

Nesse sentido, lemos em Deuteronômio 29.29 o seguinte:

“O Senhor, nosso Deus, tem segredos que ninguém conhece. Não seremos responsabilizados por eles, mas nós e nossos filhos somos responsáveis para sempre por tudo que ele nos revelou…” (Deuteronômio 29:29, NVT)

Em outras palavras, esse texto de Deuteronômio nos diz o seguinte: as coisas secretas pertencem ao Senhor nosso Deus, mas as coisas reveladas pertencem a nós e aos nossos filhos.” (cf Dt 29:29) Ou seja, pra deixar bem claro, nós só podemos saber aquilo que Deus nos revelou em sua palavra.

Então, se você quer respostas reais para as suas perguntas sobre o céu, logo, você precisa ir à Bíblia. Ler e meditar nela. Pois somente a Bíblia nos dá respostas confiáveis sobre o céu. Bem, dado a introdução, vamos analisar a primeira e mais básica pergunta sobre o céu que é justamente essa:

“O que é o céu, afinal?”

Vamos ler Salmos 33:13-14:

“O Senhor olha dos céus e vê toda a humanidade. 14. De seu trono ele observa todos os habitantes da terra.” (Salmos 33: 13-14, NVT)

ORAÇÃO:

——————————————

O que é o céu, afinal? É um lugar? É um símbolo? Um estado de espírito?

Durante a minha pesquisa, vi que a palavra céu é usada mais de 500 vezes na Bíblia, mas a Bíblia fala do céu de três maneiras diferentes. Às vezes, a Bíblia fala dos céus como a atmosfera física que circunda a terra e que podemos ver a olho nu quando estamos ao ar livre. E esse céu, nós podemos chamar de primeiro céu.

Mas, às vezes, a Bíblia também usa a palavra céu para falar do espaço sideral com o sol, a lua, os planetas e as estrelas que podemos enxergar através de telescópios. E esse céu, nós podemos chamar de segundo céu.

Além disso, a Bíblia também fala do céu como o lugar onde Deus governa e vive. É esse significado que Paulo quis dizer quando falou sobre ir para o terceiro céu lá em 2 Coríntios 12.2.

Dá pra ver que esses três empregos da palavra céu na Bíblia se referem a três lugares diferentes, e é muito importante não confundirmos essas distinções, pois muitas pessoas costumam misturar essas coisas.

Por exemplo: Quando os russos colocaram o primeiro homem no espaço no ano de 1961, o líder soviético da expedição chamado Nikita Khrushchev disse que eles chegaram ao espaço e não viram Deus lá de cima. Olha só que bobão! Ele achou que poderia chegar no céu dos céus de foguete. Mas, minha gente, ainda que o Elon Musk construa um super tecnológico foguete espacial, ele jamais vai conseguir chegar nos céu de Deus.

Porque o reino dos céus não tem um local físico no universo. Pelo contrário, o reino dos céus é uma dimensão espiritual que nós não podemos entrar e nem sequer podemos ver se não for por meio de Deus.

Nesse sentido, o pastor e teólogo N.T. Wright diz o seguinte:

“O céu e a terra na cosmologia bíblica não são dois locais diferentes dentro do mesmo continuum de espaço ou matéria. Mas são duas dimensões diferentes da boa criação de Deus”. (N.T. Wright, Surpreendido pela Esperança)

Deus criou o céu, e Deus criou o nosso mundo, mas o céu de Deus não é uma parte deste mundo.

No livro “céu”: teologia em comunidade, o autor Stephen Wellum escreve:

“O céu onde Deus habita é o reino espiritual que existe ao lado do mundo criado”. (Stephen Wellum, Céu, editado por Christopher W. Morgan) Portanto, o céu é um lugar real.

Há um outro autor que eu gosto muito de ler que se chama E.M. Bounds que diz o seguinte:

“Jesus ressuscitou dos mortos em um corpo humano e foi pra algum lugar. Esse lugar é o céu.”

Mas, Jondo, o que é o céu, afinal ? De acordo com a Bíblia, o céu é, antes de tudo, a casa de Deus. O Céu é o lugar onde Deus vive.

Então, vamos considerar três aspectos do céu nesta manhã:

  1. O céu é a casa de Deus. 2) O céu é onde o trono de Deus está localizado. E 3) O céu é o lar de Jesus. Então vamos começar a construir nossa resposta em torno desses três aspectos.

1. O céu é a casa de Deus (Gênesis 28:17; Salmos 23:6; João 14:2)

Em primeiro lugar, o céu é a casa de Deus. Nós encontramos essa expressão repetida várias vezes nas Escrituras. Veja esses exemplos:

Quando Jacó sonhou com uma escada alcançando todo o caminho da terra até o céu, ele disse: Gênesis 28.17

“Esta não é outra senão a casa de Deus; é a porta para os céus”. (Gênesis 28.17)

Em outra situação, encontramos a mesma informação no último versículo Salmo 23.6:

“Certamente a bondade e o amor me seguirão todos os dias de minha vida, e viverei na ‘casa do Senhor’ para sempre.” (Salmos 23.6, NVT)

No Novo Testamento, também encontramos a mesma informação. Em João 14.2: Jesus disse: ”Na casa de meu Pai há muitas moradas.” (João 14.2) Repare aqui que Jesus está falando do céu como a casa de Deus.

Então, Jondo, ok! Tá certo! Mas ainda não entendi! Explica melhor o que queremos dizer quando dizemos que o céu é a casa de Deus?

a. O céu é onde Deus vive.

Em primeiro lugar, o céu é onde Deus vive. No Antigo Testamento, os sacerdotes e levitas oraram a Deus dizendo: 1 Reis 8.30b:

“Ouve-nos dos céus onde habitas e, quando ouvires, perdoa-nos.” (1 Reis 8.30b, NVT)

O livro de Hebreus também fala do céu como a cidade de Deus. Vamos ler Hebreus 12.22a:

“Vocês, porém, chegaram ao monte Sião, à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial” (Hebreus 12. 22a, NVT)

E mais ainda, nós lemos no livro de Apocalipse 21.3 a informação sobre o céu descendo à terra, unindo essas duas dimensões, a espiritual e a física:

“Vejam, o tabernáculo de Deus está no meio de seu povo!” (Apocalipse 21:3b)

Repara numa coisa aqui no texto de apocalipse… A casa de Deus estava no céu; daí o céu desce e se funde com a terra, e agora a casa de Deus está no meio do seu povo. Ou seja, o céu é o lugar onde Deus vive. É o endereço dele. O céu é a grande cidade de Deus, é o seu tabernáculo, sua morada, o céu é a casa dele.

Obviamente, que todos nós sabemos que Deus é onipresente, ou seja, Deus está presente em toda parte e em todo canto, e não necessariamente apenas no céu… mas uma coisa é certa, no céu Deus está presente de modo especial.

É por isso que Jesus nos ensinou a orar: “Pai nosso que está nos céus”. (Mateus 6.9) E sobre esse conceito, o John MacArthur conta o seguinte:

“Dizer que Deus habita no céu não é dizer que Ele está contido lá. Mas é unicamente dizer que o céu é a Sua casa, é Seu centro de operações, é Seu posto de comando. É o lugar onde Seu trono reside. E é onde ocorre a adoração mais perfeita a Ele. É nesse sentido que dizemos que o céu é a Sua morada.” (John MacArthur)

Minha gente, um dia Deus trará o céu à terra e haverá um novo céu e uma nova terra. (cf. Ap 21) Mas ainda será o céu porque Deus estará lá. O céu é onde Deus vive.

b. O lar de Deus reflete o caráter de Deus.

Então, nesse sentido, o céu é a casa de Deus, e o lar de Deus reflete o caráter de Deus.

Tipo… Nós também fazemos isso, não é mesmo? As casas são muito pessoais e, com o tempo, a sua casa reflete seus interesses, suas preferências, seus valores. É o mesmo com Deus.

Creio que nos próximos domingos, nós vamos explorar nesta série, um pouco mais sobre como o céu se parece, mas por enquanto, quero fazer três observações rápidas.

i) O céu é um lugar de beleza.– Salmos 27:4; 1 Coríntios 2:9; Apocalipse 21:2

Em primeiro lugar, o céu é um lugar de beleza. Lemos em Apocalipse 21.2:

“E vi a Cidade Santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, como uma noiva belamente vestida para o seu marido.” (Apocalipse 21.2)

Esse texto, de alguma forma, representa o céu ao mesmo tempo que representa o povo de Deus, e o mais legal desse texto, é que quando João vê a cena em sua visão, ele fica impressionado com a beleza da Cidade que ele vê.

Ela é “como uma noiva belamente vestida para o seu marido”… e de fato, um dos principais temas de Apocalipse 21-22, os dois últimos capítulos da Bíblia, é a descrição magnífica do céu em toda a sua beleza.

Mas jondo, “Como será o céu?” Gente, eu imagino que o céu será mais bonito do que nós podemos imaginar.

Paulo em 1 Coríntios 2.9 nos diz que:

“Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, e mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que o amam.” (1 Coríntios 2.9)

TR: Pense em todas as coisas mais belas e maravilhosas que você pode imaginar, que você já viu ou experimentou aqui no Terra.

Agora, pergunte-se: Será que essas coisas estarão lá no céu?

Será que no céu terá strogonoff e banoff? E Nutella?

Creio que qualquer coisa que é boa e é possível, então estará lá no céu, ou então, algo muito melhor estará em seu lugar – porque a mente humana não pode sequer imaginar o que Deus preparou para aqueles que o amam.

No livro “Cartas a Malcolm”, quando C.S. Lewis especulou sobre o céu, ele escreveu a um amigo que toda a sua especulação eram

“palpites… apenas palpites. Pois se essas especulações não forem verdadeiras, será algo muito melhor.” (Cartas a Malcolm, p. 124)

Davi escreve no Salmo 27.4:

“A única coisa que peço ao Senhor, o meu maior desejo, é morar na casa do Senhor todos os dias de minha vida, para contemplar a beleza do Senhor e meditar em seu templo.” (Salmos 27.4, NVT)

Então, o resumo do primeiro aspecto do caráter de Deus é que: Deus é belo. Que Ele é a fonte de toda beleza, e o lar de Deus reflete o seu caráter. Porque o céu é um lugar de beleza.

ii) O céu é um lugar de santidade.– Deuteronômio 26:15; Isaías 57:15; Apocalipse 21:27

E então, o segundo aspecto é que o céu é um lugar de santidade. Deuteronômio 26.15 chama o céu de “santa habitação” de Deus. (Deuteronômio 26.15)

O próprio Deus disse em Isaías 57.15 que Ele “Habita nos lugares altos e santos.” (Isaías 57.15) Nós também lemos em Apocalipse 21.27 que no céu:

“Nenhum mal terá permissão de entrar, nem pessoa alguma que pratique o que é vergonhoso ou enganoso, mas somente aqueles cujos nomes estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro.” (Apocalipse 21.27)

Deus é santo e, portanto, o céu é um lugar de santidade.

iii) O céu é um lugar de amor.– Isaías 57:15; 1 Coríntios 13:13; 1 João 4:15-16

Vimos dois aspectos: 1) ‘O céu é um lugar de beleza’ e 2) O céu é um lugar de santidade. E agora, o 3) aspecto: o céu é um lugar de amor.

Isaías 57.15 continua dizendo:

“O Alto e Sublime, que vive na eternidade, o Santo diz: “Habito nos lugares altos e santos, e também com os de espírito oprimido e humilde. Dou novo ânimo aos abatidos e coragem aos de coração arrependido.” (Isaías 57.15, NVT)

Sabemos que Deus está muitíssimo elevado e exaltado acima de nós, mas por causa do seu amor por nós, ele desce ao nosso nível de forma bondosa, misericordiosa e paciente e passa a viver conosco, passa a viver com aqueles que são humildes, quebrantados e arrependidos.

Há poucos meses atrás, vimos em 1 Coríntios 13.13 que “Três coisas, na verdade, permanecerão: a fé, a esperança e o amor, e a maior delas é o amor.” (1 Coríntios 13.13)

Porque o amor é a maior de todas as qualidades, e o amor vai permanecer para sempre, porque o céu é um lugar de amor. Lemos em 1 João 4.15-16 que:

“Aquele que declara que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele em Deus. Sabemos quanto Deus nos ama e confiamos em seu amor. Deus é amor, e quem permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele.”. (1 João 4:15-16, NVT)

Deus é amor, e assim o céu é um lugar de amor, e aqueles que vão estar com Deus viverão em amor para sempre. Um dos mais lindos sermões sobre o céu que já li foi um sermão de Jonathan Edwards chamado “Céu, um mundo de Amor”. Nesse sermão, Edwards escreve o seguinte:

“O céu é o palácio ou câmara de presença do Soberano e Santo, cujo nome é Amor, e que é tanto a causa quanto a fonte de todo amor santo. Deus, considerado com respeito à sua essência, está em toda parte; Ele enche tanto o céu quanto a terra. Mas, ainda assim, diz-se que, em alguns aspectos, é mais especialmente em alguns lugares do que em outros. Foi nos dito que antigamente Ele habitava na terra de Israel, acima de todas as outras terras; e em Jerusalém, acima de todas as outras cidades daquela terra; e no templo, acima de todos os outros edifícios da cidade; e no santo dos santos, acima de todos os outros aposentos do templo; e no propiciatório, sobre a arca da aliança, acima de todos os outros lugares no santo dos santos. Mas o céu é sua morada acima de todos os outros lugares do universo; e todos aqueles lugares em que era dito que Ele morava, eram apenas tipos disso. O céu é uma parte da criação que Deus construiu para este fim, para ser o lugar de sua presença gloriosa, e é sua morada para sempre; (Jonathan Edwards, “Céu – um Mundo de Amor”)

Assim, porque o céu é a habitação especial de Deus, e porque Deus é amor, cada canto e recanto do céu está cheio de amor.

Agora temos: 1) Deus é belo, 2) Deus é santo e 3) Deus é amor. Portanto, se o céu é a casa de Deus, logo o céu é um lugar de beleza, de santidade e de amor. Pois o lar de Deus reflete o seu caráter.

C. Deus é central para o céu.– Salmos 73:25; Isaías 6:1; Ezequiel 48:35

Mas minha gente, o que queremos dizer quando dizemos que o céu é a casa de Deus? Bom, vimos até aqui que o céu é onde Deus vive. E o lar de Deus reflete o caráter de Deus. Então, em terceiro lugar, Deus é o centro do céu. É o elemento central.

De certo que haverão muitas coisas maravilhosas para se ver no céu, mas Deus é a principal atração.

De certo, estaremos todos ansiosos para ver nossos amigos e entes queridos que morreram antes de nós, entretanto, eu penso que quando vermos o Senhor, ficaremos paralisados admirando a beleza, a santidade e o amor do Senhor… e então, viveremos tão felizes com Ele que nada mais ocupará a nossa atenção!

O salmista tenta descrever essa condição no Salmo 73: E ele diz:

“Quem mais eu tenho no céu senão a ti? Eu te desejo mais que a qualquer coisa na terra…” (Salmos 73.25, NVT))

Em Isaías 6, quando Isaías compartilha sua visão do céu, ele começa com quatro palavras: “Eu vi o Senhor”. (Isaías 6:1) Mas a verdade é que Ele viu muitas outras coisas na mesma visão, e ele até continua a descrever algumas delas, mas quando ele viu Deus, quando ele viu seu esplendor e sua majestade, ele focou e fixou o seu olhar na parte central do céu: Ele disse: ”Eu vi o Senhor”.

Se você folhear mais algumas páginas da Bíblia, você vai encontrar o relato de Ezequiel compartilhando sua visão do céu nos capítulos 40 à 48, mas depois de descrever toda a cidade, e o templo e a terra por nove capítulos inteiros, ele resume tudo o que ele viu no último versículo do seu livro: Ezequiel 48.35:

“E, daquele dia em diante, o nome da cidade será ‘O SENHOR Está Ali’”” (Ezequiel 48.35)

Minha gente, em outras palavras: Deus é o centro de tudo, inclusive do céu. Pensamos e vislumbramos muitas coisas bonitas no céu, mas a coisa mais importante que devemos saber é que Deus estará lá.

Porque não existe céu sem Deus. É impossível conjugar essa combinação: “Céu sem Deus.” Não dá!

Agora, essa contestação de que não existe um céu sem Deus, culmina na pergunta mais crucial de hoje! Você ama a Deus? Porque se você não ama a Deus, então não faz sentido de você quer ir para o céu?

E você ama Jesus? Porque se você não ama Jesus, que é o Filho de Deus, por que cargas dágua você iria querer ir para o céu?

Por acaso: “Você ficaria satisfeito/a com o céu, se Cristo não estiver lá?” Por isso eu penso que não faz sentido desejar o céu sem desejar Jesus. Não faz sentido querer ir para o céu de Deus sem querer o Deus do céu agora, aqui na Terra .

TR: Bem… O céu é onde Deus vive. O lar de Deus reflete seu caráter. Deus é o elemento central para o céu.

II. O céu é onde o trono de Deus está localizado

Agora, em segundo lugar, o céu é onde o trono de Deus está localizado. E há duas coisas que a Bíblia nos diz algo especialmente sobre o trono de Deus.

1. Deus é adorado em seu trono no céu.

– Isaías 6:1-3; Apocalipse 5:13-14 (todo o Apocalipse 4-5!)

Primeiro: Deus é adorado em seu trono no céu.

Voltando à visão de Isaías do céu em Isaías 6, lemos nos versículos 1-3:

“No ano em que o rei Uzias morreu, eu vi o Senhor. Ele estava sentado em um trono alto, e a borda de seu manto enchia o templo. Acima dele havia serafins, cada um com seis asas: com duas asas cobriam o rosto, com duas cobriam os pés e com duas voavam. Diziam em alta voz uns aos outros: “Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia de sua glória!” (Isaías 6:1-3, NVT)

A primeira coisa que Isaías nos diz é que ele viu o Senhor. A segunda coisa que ele nos diz é que ele viu o Senhor sentado em um trono. E a terceira coisa que ele nos diz é que ele viu os anjos adorando a Deus em seu trono.

No livro de Apocalipse, capítulos 4 e 5, recebemos uma visão estendida de Deus recebendo adoração em seu trono no céu. A visão termina com estas palavras comoventes em Apocalipse 5:13-14:

“Depois, ouvi todas as criaturas no céu, na terra, debaixo da terra e no mar, cantarem: “Louvor e honra, glória e poder pertencem àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro para todo o sempre!”. E os quatro seres vivos disseram: “Amém!”. E os 24 anciãos se prostraram e adoraram.” (Apocalipse 5:13-14, NVT)

Então, essa é a primeira coisa que aprendemos sobre o trono de Deus. Deus é adorado em seu trono no céu.

B. Deus vigia e governa sobre toda a terra.– Salmos 11:4, 33:13-15; Daniel 4:26

A segunda coisa que aprendemos sobre o trono de Deus no céu é que Deus vigia e governa sobre toda a terra. O Salmo 11.4 nos diz:

“O Senhor , porém, está em seu santo templo; o Senhor governa dos céus.” (Salmos 11.4)

E então o Salmo 33 nos diz:

“O Senhor olha dos céus e vê toda a humanidade. De seu trono ele observa todos os habitantes da terra. Formou o coração de cada um; por isso, entende tudo que fazem.” (Salmos 33.13-15, NVT)

No final do versículo 26 de Daniel 4, o profeta deixa bem claro pra gente: “O céu domina”. (Daniel 4.26)) A propósito, esta é uma das razões que o céu é retratado como sendo “acima das alturas” nas Escrituras.

Não é que o céu esteja fisicamente lá no alto; pelo contrário, as alturas representa o lugar onde está o trono de Deus, e que Deus está acima de todos e tem autoridade sobre todos.

Gerald Bray, um teólogo muito importante, comenta:

“[Deus está] bem acima dos céus, incluindo o sol, a lua e as estrelas que as outras nações adoravam como divindades”. (Gerald Bray, Céu, org. Christopher W. Morgan)

N.T. Wright coloca desta forma:

“O céu é, por assim dizer, a sala de controle para a terra; é o escritório do CEO, o lugar a partir do qual as instruções são dadas. “Toda autoridade me foi dada no céu e na terra”, disse Jesus no final do evangelho de Mateus.” (N.T. Wright, Surpreendido pela Esperança)

O céu é onde o trono de Deus está localizado. Deus é adorado em seu trono no céu. E é do seu trono que Deus vigia e governa sobre toda a terra.

III. O céu é a casa de Jesus

Recapitulando: O que queremos dizer quando dizemos que o céu é a morada de Deus? 1) O céu é a casa de Deus. 2) O céu é onde o trono de Deus está localizado. E agora, em 3) lugar: o céu é o lar de Jesus.

Jesus é o Filho de Deus e é o próprio Deus e, portanto, tudo o que já dissemos sobre Deus e o céu também se aplica a Jesus. Mas a Bíblia fala do céu como o lar de Jesus de duas maneiras mais especificas.

1. Jesus veio do céu e voltou para o céu.– João 6:38, 16:28; Hebreus 9:24

Em primeiro lugar, Jesus veio do céu e voltou para o céu. Jesus disse em João 6.38:

“Pois desci do céu para fazer a vontade daquele que me enviou, e não minha própria vontade.” (João 6.38, NVT)

e em João 16:28, Ele disse:

“Sim, eu vim do Pai e entrei no mundo, e agora deixo o mundo e volto para o Pai”. (João 16:28)

E lemos também em Hebreus 9:24:

“Pois Cristo não entrou num santuário feito por mãos humanas, mera representação do santuário verdadeiro no céu. Ele entrou no próprio céu, a fim de agora se apresentar diante de Deus em nosso favor”. (Hebreus 9:24, NVT)

Então, por que o céu é o lar de Jesus? Porque Jesus veio do céu e voltou para o céu.

B. Jesus é a única maneira de irmos para o céu.– João 14:6; Atos 4:12

Agora, e finalmente, o céu é o lar de Jesus, porque Jesus é a única maneira de irmos para o céu. Ele mesmo disse em João 14.6:

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém pode vir ao Pai senão por mim.” (João 14.6, NVT)

Em Atos 4.12 lemos que:

“Não há salvação em nenhum outro! Não há nenhum outro nome debaixo do céu, em toda a humanidade, por meio do qual devamos ser salvos”. (Atos 4:12, NVT))

Martyn Lloyd-Jones estava corretíssimo quando escreveu:

“Nossa entrada no céu e entrada no lar e mansão eterna de Deus, é algo que é obtido para nós pelo Senhor Jesus Cristo, e somente por meio dEle. Ele ganhou a nossa admissão por nós.” (Martyn Lloyd-Jones)

Portanto, o céu é a casa de Jesus. É Ele quem segura as chaves, e ele é o único que pode abrir a porta para você entrar no céu.

CONCLUSÃO:

A minha esperança para você hoje é que você tenha experimentado a beleza e a maravilha do céu e que deseje aprender mais sobre este lugar maravilhoso nas próximas semanas.

  1. O céu é a casa de Deus. É onde Deus vive. É um lugar de beleza, santidade e amor. Deus é central para o céu.
  2. O céu é onde o trono de Deus está localizado. Deus é adorado em seu trono no céu. Deus vigia e governa sobre toda a terra a partir do seu trono no céu.
  3. O céu é o lar de Jesus. Jesus veio do céu e voltou para o céu. E Jesus é a única maneira de irmos para o céu.

O céu é a morada de Deus. Deus está no céu, então se quisermos estar onde Deus está, devemos querer ir para lá. Mas como chegar ao céu de Deus partindo daqui? Por meio de Jesus. Ele é o único caminho. Ele tem as entradas. Ele detém as chaves. Confia n’Ele para a sua salvação hoje, e Ele abrirá a porta pra você entrar no céu.

Por Diego Gonçalves.


Gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos e familiares para que eles também possam aprender mais sobre o assunto. E não se esqueça de se inscrever em nossas redes sociais para receber mais conteúdo como este. Até a próxima!

Inspire-se com outros devocionais e reflexões no meu site.

© O Diário de um Jondô

Avatar de Diego Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diego Souza

Sou ministro na Igreja Holiness e amo escrever. Graduando em Letras pela UNIVESP, com Bacharel em Teologia pela UMESP e com pós em Novo Testamento pela EST, neste blog compartilho meus pensamentos sobre a vida cristã e o cotidiano, buscando conectar a fé com o dia a dia.