Ef 3:4-6 – A verdade do Evangelho

Ef 3:4-6 – A verdade do Evangelho

Estudo 03 no livro de Efésios
Escrito por Diego Gonçalves em 26/05/2023 para a Igreja Comec.

Quebra-gelo.

  • O que foi o destaque da sua semana? O que aconteceu?
  • O que você gostaria de deixar para a próxima geração? Por quê?

Palavra.

EFÉSIOS 3:4-6, NVT

Ao lerem o que escrevi, entenderão minha compreensão desse segredo a respeito de Cristo, que não foi revelado às gerações anteriores, mas agora foi revelado, pelo Espírito, aos santos apóstolos e profetas. E este é o segredo revelado: tanto os gentios como os judeus que creem nas boas-novas participam igualmente das riquezas herdadas pelos filhos de Deus. Ambos são membros do mesmo corpo e desfrutam a promessa em Cristo Jesus. Efésios 3:4-6

Introdução.

No Antigo Testamento, os israelitas acreditavam ser o povo escolhido por Deus, com uma herança especial e um papel importante em Seu plano divino. No entanto, havia indícios – em Gênesis 12:2,3, Isaías 2:2-5 e Daniel 7:14,27 – de que Deus também tinha um plano mais amplo, incluindo os gentios em Seu reino. Essa inclusão dos gentios era parte do plano divino desde o início. Deus desejava que todas as pessoas, independentemente de sua origem étnica ou cultural, participassem igualmente do evangelho, o presente supremo que Ele oferece à humanidade. O apóstolo Paulo desempenhou um papel essencial na divulgação dessa mensagem universal, ensinando que o evangelho é acessível a todos. Esta lição busca explorar e aprofundar o conceito de inclusão universal no evangelho.

1. Somos herdeiros de Deus e temos uma herança.

Na carta aos Gálatas, particularmente no capítulo 3, versículo 29, Paulo apresenta a ideia revolucionária de que a herança espiritual não está mais ligada à linhagem física, mas à fé em Cristo. Ele afirma que, ao pertencer a Cristo, nos tornamos descendentes de Abraão e co-herdeiros das promessas de Deus. Isso significa que a nossa relação com Deus não depende mais de nossos antecedentes físicos, mas da nossa filiação espiritual. A fé em Cristo nos une à família de Deus, independentemente de nossa raça, gênero ou status social. Isso rompe as barreiras e amplia os limites do Reino de Deus, mostrando que a herança espiritual está disponível para todos que aceitam Jesus. A verdadeira linhagem é aquela que é formada pela fé em Cristo, e não pela descendência física.

Pergunta. Como era a sua “velha” natureza? Quando e como você se tornou uma nova criatura?

2. Somos feitos Nova Criação.

A passagem em 2 Coríntios 5:17 nos fala de um recomeço incrível que acontece quando aceitamos Jesus em nossas vidas: somos transformados em uma nova criação. Deixamos para trás o passado e começamos uma nova jornada com Ele. Na presença de Cristo, ganhamos força para enfrentar desafios e somos capacitados a viver de maneira que agrada a Deus. Essa transformação não vem de nossos próprios esforços, mas do amor e perdão de Jesus. Como nova criação, somos vitoriosos e enfrentamos os desafios com a força que vem Dele. Quando colocamos Jesus no centro de nossas vidas, estamos prontos para cumprir a vontade de Deus e viver de maneira que beneficie os outros. Essa é a vida de uma nova criação em Cristo.

Pergunta: Por que precisamos da Graça para fazer isso? (Lembre-se de que a graça de Deus é quando Ele nos dá o que não merecemos.)

3. Somos mensageiros do evangelho.

Na carta aos Efésios, capítulo 3, versículo 8, Paulo expressa gratidão e humildade pelo privilégio de pregar as riquezas insondáveis de Cristo aos gentios. Apesar de se ver como “menos do que o mínimo”, Paulo reconhece que essa tarefa só é possível realizar através da graça de Deus. O evangelho é um tesouro que todos os crentes recebem e são chamados a compartilhar essas riquezas insondáveis com os outros. Não é algo exclusivo para pastores, evangelistas ou missionários. Cada um de nós tem a responsabilidade e o privilégio de falar aos outros sobre Jesus. A graça de Deus capacita e fortalece os crentes para cumprir essa responsabilidade.

Isto é, Deus nos dá a graça, não apenas para recebermos o evangelho, mas também para compartilharmos esse presente maravilhoso com os outros. Ele nos capacita a enfrentar as dificuldades, a superar os obstáculos e a perseverar, mesmo quando as coisas são difíceis. E a coisa maravilhosa é que, ao compartilharmos o evangelho, nós também somos abençoados.

Portanto, como Paulo, devemos ser gratos pela graça que nos foi dada. E, com essa graça, devemos abraçar a tarefa de compartilhar o evangelho, lembrando que não estamos fazendo isso sozinhos. Deus está conosco, nos guiando e nos dando a força de que precisamos.

Conclusão

Quero citar algumas promessas na Bíblia às quais temos direito como povo de Deus.

  1. Promessa de Salvação: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” – João 3:16. Esta é talvez a promessa mais conhecida e mais importante de todas. Deus prometeu que quem crer em Jesus Cristo terá a vida eterna.
  2. Promessa de Paz: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.” – João 14:27. Jesus prometeu paz aos seus seguidores. Esta não é a paz como o mundo a define, mas uma paz que transcende todas as circunstâncias.
  3. Promessa de Consolo: “Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados.” – Mateus 5:4. Jesus promete conforto para aqueles que estão sofrendo e em luto.
  4. Promessa de Provisão: “O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.” – Filipenses 4:19. Paulo escreve que Deus promete fornecer todas as nossas necessidades.
  5. Promessa de Orientação: “Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.” – Provérbios 3:5-6. A Bíblia promete que, se confiarmos em Deus e o reconhecermos em tudo que fazemos, ele nos guiará.
  6. Promessa de Presença: “Não te deixarei, nem te desampararei.” – Josué 1:5. Esta é uma promessa reconfortante de que Deus nunca nos abandonará.
  7. Promessa de Vitória: “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.” – Romanos 8:37. Mesmo em meio a dificuldades e sofrimentos, temos a promessa de que, em Cristo, somos mais que vencedores.

Perguntas para fixação:

Como alguém se torna nova criação? Por que devemos compartilhar o evangelho?

E agora que sabemos…

Você é uma nova criação em Cristo? Se não é, gostaria de se tornar hoje? Como você pode crescer em seu entendimento de Deus e da herança que Ele tem para você nesta semana? Com quem você pode compartilhar o evangelho esta semana? Como você pode se preparar para isso?

Oração

Agradecemos a Deus que, por meio de Jesus, podemos ser salvos e que Deus tem um propósito para nossas vidas. Pedimos para conhecer mais a Deus a cada dia. Oramos para caminhar na graça de Deus e ser um mensageiro do evangelho onde quer que vá. Amém!

Por Diego Gonçalves.


Gostou deste artigo? Então compartilhe com seus amigos e familiares para que eles também possam aprender mais sobre o assunto. E não se esqueça de se inscrever em nossas redes sociais para receber mais conteúdo como este. Até a próxima!

Inspire-se com outros devocionais e reflexões no meu site.

© O Diário de um Jondô

Avatar de Diego Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diego Souza

Sou ministro na Igreja Holiness e amo escrever. Graduando em Letras pela UNIVESP, com Bacharel em Teologia pela UMESP e com pós em Novo Testamento pela EST, neste blog compartilho meus pensamentos sobre a vida cristã e o cotidiano, buscando conectar a fé com o dia a dia.