Mt 2:1-2 – Adorando o Rei

Mt 2:1-2 – Adorando o Rei

Estamos estudando e meditando no evangelho de Mateus e essa é a terceira vez que nos encontramos. Estamos acompanhando a história do nascimento de Jesus através dos primeiros capítulos do evangelho de Mateus. E hoje chegamos à passagem dos Magos trazendo seus presentes a Cristo. É uma passagem muito bonita e também misteriosa. Mas além de tudo, é uma parte muito importante da história do nascimento de Jesus. E é isso que vamos ver hoje!

Então vamos começar ler Mateus capítulo 2 de 1 a 12. Se você quiser pegar a sua Bíblia e seu bloco de anotações, esse é o momento!

Mateus 2:1 Jesus nasceu em Belém, na Judeia, durante o reinado de Herodes. Por esse tempo, alguns sábios das terras do Oriente chegaram a Jerusalém 2 e perguntaram: “Onde está o recém-nascido rei dos judeus? Vimos sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo”. 3 Ao ouvir isso, o rei Herodes ficou perturbado, e com ele todo o povo de Jerusalém. 4 Reuniu os principais sacerdotes e os mestres da lei e lhes perguntou: “Onde nascerá o Cristo?”. 5 Eles responderam: “Em Belém da Judeia, pois assim escreveu o profeta: 6 ‘E você, Belém, na terra de Judá, não é a menor entre as principais cidades de Judá, pois de você virá um governante que será o pastor do meu povo, Israel’”. 7 Então Herodes convocou os sábios em segredo e soube por eles o momento em que a estrela tinha aparecido. 8 “Vão a Belém e procurem o menino com atenção”, disse ele. “Quando o encontrarem, voltem e digam-me, para que eu vá e também o adore.” 9 Após a conversa com o rei, os sábios seguiram seu caminho, guiados pela estrela que tinham visto no Oriente. Ela ia adiante deles, até que parou acima do lugar onde o menino estava. 10 Quando viram a estrela, ficaram muito alegres. 11 Ao entrar na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, e se prostraram e o adoraram. Então abriram seus tesouros e o presentearam com ouro, incenso e mirra. 12 Quando chegou a hora de partir, retornaram para sua terra por outro caminho, pois haviam sido avisados em sonho para não voltar a Herodes.

——

Amém!

INTRODUÇÃO:

Essa história que acabamos de ler, levanta todos os tipos de questões. Quem são esses Magos do Oriente? Qual era a estrela no céu? Como eles sabiam o que a estrela significava? E qual foi o propósito de Deus em trazê-los para Belém?

Eu acredito que não seremos capazes de responder a todas essas perguntas hoje, mas tenho fé de que até o final desse estudo, sairemos com um apreço muito maior por esses Magos e pela participação especial que eles fizeram na história de Jesus.

Uma das principais coisas que os Magos nos ensinam é que nem todo mundo reage e responde a Jesus da mesma maneira. Para o pessoal do DaeHan, creio que falamos um pouquinho sobre isso no último culto do mep…

Para você que não é do mep, vai se lembrar que mesmo aqui em nosso estudo bíblico, depois de estudarmos a genealogia de Cristo e depois ver a anunciação do nascimento de Jesus na semana passada, eu acho que você deve imaginar que todo mundo gostaria de ir até o local onde Jesus nasceu para poder adorá-lo como Rei. (Afinal, ele é o filho de Davi, filho de Abraão, não é mesmo?)

Puxa! Eu gostaria muito de dizer que foi exatamente isso que aconteceu, mas longe de tal coisa! Muitas pessoas perderam o nascimento de Jesus e consecutivamente perderam Jesus. E eu quero explicar melhor o que pretendo dizer com isso!

Como disse anteriormente nesta série, Mateus apresenta Jesus como Messias e Rei. E esta passagem em Mateus nos ensina que os verdadeiros seguidores adoram Jesus como Messias e Rei.

I. Buscando o Rei (1-2)

Na primeira seção, os Magos vêm em busca de Jesus como Rei. Olhe para os versículos 1 e 2 comigo:

Mateus 2:1 Jesus nasceu em Belém, na Judeia, durante o reinado de Herodes. Por esse tempo, alguns sábios das terras do Oriente chegaram a Jerusalém 2 e perguntaram: “Onde está o recém-nascido rei dos judeus? Vimos sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo”. (Mateus 2:1-2, NVT)

No primeiro versículo, somos apresentados aos três personagens principais ou aos conjuntos de personagens da narrativa. Eles são Jesus, Herodes e os Magos.

A. Jesus > nasceu rei dos judeus (Miquéias 5:2)

Primeiro temos Jesus. Na semana passada, aprendemos o como e o porquê do nascimento de Jesus. Agora aprendemos onde.

💡
REVISÃO:

P: Quem se lembra de como Jesus nasceu? R: Ele foi concebido pelo Espírito Santo e nasceu de uma virgem.

P: E Por que Jesus nasceu? Para nos salvar de nossos pecados. R: Onde Jesus nasceu? “Em Belém, na Judéia.”

Belém é uma pequena cidade a 10 km ao sul de Jerusalém. Era a cidade de Davi e o local de nascimento do Messias. Aqui no versículo um, Mateus especifica que o local é “Em Belém, na Judéia”, porque as Escrituras também previram que o Messias viria de Judá.

Tem mais uma coisa nessa parte do texto que nos chama atenção aqui! No versículo 2 os Magos disseram que Jesus “nasceu rei dos judeus”. Herodes até pode ser o rei de Israel, mas Jesus é o verdadeiro rei dos judeus. Observe que Jesus já nasceu rei. Ele não é um príncipe ou um rei em espera. Ele nasceu rei.

Augustus Van Ryn comenta:

“Nenhum homem jamais nasceu rei. Esses são príncipes nascidos. Mas Ele nasceu rei, pois ninguém nunca foi rei antes dele, nem será depois dele. Nunca haverá um Rei Jesus, o Segundo.”

O fato do texto nos informar que Jesus nasceu rei, nos leva de volta ao capítulo um, à genealogia e à história da adoção de Jesus por José. Lembra disso? Jesus é filho de Davi porque José era filho de Davi, e José o adotou legalmente na linhagem de reis.

B. Herodes > o rei interino dos judeus (Lucas 1:5)

Em seguida, temos o Rei Herodes. Este é Herodes, o Grande, que governou Israel por 36 anos. Ele era chamado de “o Grande” porque era um grande construtor. Ele construiu a cidade de Cesaréia; construiu as novas muralhas de Jerusalém; construiu o magnífico templo em Jerusalém.

Embora ele tenha sido um grande construtor, Herodes também foi um rei terrível, infame e nojento. Ele era tão paranóico e cruel que matou até mesmo os membros de sua própria família.

E nós vamos aprender um pouquinho mais sobre Herodes na próxima semana, mas por enquanto quero que você perceba que, embora Herodes estivesse atuando como o rei dos judeus, ele nunca deveria ter sido rei dos judeus.

Sabe por que? Porque em primeiro lugar, ele nem era judeu! Ele era um edomita que conspirou e manipulou todo mundo até conseguir para si o trono do reino. Em segundo lugar, ele estava muito mais alinhado com os interesses romanos do que com os interesses judaicos.

Então, nos dois primeiros versos do capítulo 2 somos apresentados a dois reis: Herodes, que é o rei interino dos judeus, e Jesus, que nasceu rei dos judeus.

C. Os Magos > gentios pagãos do Oriente (Números 24:17; Isaías 60:3; Jeremias 29:13; Mateus 7:7, 28:19)

É no meio dessa mistura de reis que vêm os Magos. Os Magos eram astrólogos que estudavam as estrelas e interpretavam sonhos. Essa era uma profissão muito antiga. Para se ter uma ideia, os primeiros Magos aparecem no livro de Êxodo na época de Moisés no Egito, muitos anos depois aparecem novamente no livro de Daniel.

Mateus nos diz que eles eram do Oriente, então muito provavelmente eles eram da Babilônia ou da Pérsia. Mateus não diz quantos magos vieram a Jesus, mas as tradições posteriores divergem entre três ou doze magos.

Vale dizer que os Magos não era bem vistos pelo povo judeu. Porque eles não eram apenas astrólogos ou gentios pagãos, eles também eram mágicos. E para a mentalidade de um judeu, os magos seriam as últimas pessoas que você poderia esperar que Deus convidasse para a festa de aniversário do Messias!

Mas nosso Deus pensa diferente da gente e em muitas vezes faz o inesperado. E por isso ele enviou magos pagãos ao invés dos doutores da lei, e daqui a pouco vamos entender o porquê!

Deus colocou uma estrela no céu para anunciar o nascimento de Cristo. Observe comigo que os Magos o chamam de “sua estrela”. Se aquela estrela tiver um nome, então é apropriado dizermos que o nome dessa estrela é “a estrela de Jesus”.

Jesus criou todas as coisas, e todas as coisas pertencem a ele. As pessoas muitas vezes se perguntam se a estrela era um fenômeno natural ou milagroso. Alguns dizem que era um cometa, outros dizem que era uma supernova, e outros dizem que era uma conjunção de Júpiter e Saturno.

A verdade é que não sabemos! Tudo o que sabemos com certeza é que algo incomum chamou a atenção deles, e os magos conectaram o evento incomum com o nascimento do Messias.

Então, como eles sabiam que aquela estrela tinha a ver com o nascimento de Jesus?

Você sabe que houve um tempo em que todos os judeus foram exilados para a Babilônia, e lá, as profecias do Messias teriam sido conhecidas, tanto na Babilônia quanto na Pérsia. Talvez os Magos tivessem lido a profecia de Números 24.17, que dizia:

“Uma estrela sairá de Jacó; um cetro sairá de Israel”. (Números 24:17)

Esta profecia foi feita por outro Mago bem famoso, o nome dele é Balaão. Um adivinho que viveu nos dias de Moisés. Mas, por mais que eles soubessem alguma coisa sobre essa profecia, aquela estrela que brilhava no céu sinalizava uma certeza no coração deles… Eles sentiam que o Messias havia nascido, e mais que depressa, vieram para Jerusalém, o centro político e religioso de Israel.

Talvez eles não soubessem da existência de um outro texto, mas a viagem que eles fizeram até Jerusalém, estavam cumprindo parcialmente as palavras de Isaías 60 vs. 3, que disse a respeito de Sião:

“As nações virão à sua luz, os reis verão o seu esplendor.” (Isaías 60:3)

Quem sabe, ainda, nunca leram este texto de Jeremias 29:13:

Se me buscarem de todo o coração, me encontrarão.” (Jeremias 29:13)

Não sabemos, porém, podemos afirmar que mais tarde o próprio Jesus disse:

“Mateus 7:7 “Peçam, e receberão. Procurem, e encontrarão. Batam, e a porta lhes será aberta.” (Mateus 7:7)

Nesse sentido, os Magos vieram em busca de Jesus, e o encontraram.

Agora, vocês também não acham interessante, que o evangelho de Mateus termina com o convite do evangelho para todas as nações. (Mateus 28:19) Sabe o que tudo isso significa? Significa que a viagem dos Magos começa por causa de um convite do evangelho às nações para vir a Cristo.

E olha o que Deus faz na vida da gente! (aquela frase de meme rsrs) Perceba a motivação que trouxe os Magos até Jesus! Eles simplesmente disseram:

“Nós viemos para adorá-lo.”

Gente… não sei se vocês captaram, mas a adoração é o tema principal de toda esta passagem. Aparece em todas as três seções desse trecho. Os Magos acreditavam que aquela criança era o Messias que havia sido prometido desde há muito tempo, e por isso, eles vieram adorá-lo como Messias e Rei.

II. Rejeitando o Rei (3-8)

Então, nos versículos 1-2, temos o exemplo dos Magos que buscam Jesus. Em seguida, nos versículos 3-8, temos o exemplo de Herodes e os líderes religiosos rejeitando Jesus. E aqui encontramos três características de pessoas que rejeitam Jesus como Messias e Rei.

A. Perturbado por Jesus em vez de atraído por ele (Atos 4:2)

Primeiro de tudo, aqueles que rejeitam Jesus como Messias e Rei são perturbados por Jesus em vez de atraídos por ele. Olhe para o versículo 3:

“Quando o rei Herodes ouviu isso, ele ficou perturbado, e toda Jerusalém com ele.” (Mateus 2:3)

Aparentemente, os Magos não iriam direto para Herodes, mas começaram a fazer perguntas por aí. E logo a notícia chegou ao rei, e o texto diz que Herodes ficou perturbado junto com o resto de Jerusalém. Isso estabelece outro tema importante no evangelho de Mateus: a rejeição de Jesus por seu próprio povo e sua aceitação pelos gentios.

Herodes e toda Jerusalém ficaram perturbados com a notícia do nascimento de Jesus. E isso não foi um episódio único para o povo de Jerusalém e seus líderes religiosos.

Lemos mais tarde no livro de Atos que

“Os líderes estavam muito perturbados porque Pedro e João ensinavam ao povo que em Jesus há ressurreição dos mortos”. (Atos 4:2)

Muitas pessoas, até hoje, ainda estão perturbadas por causa de Jesus. Eles não querem ouvir o nome dele. Eles não querem reconhecê-lo como Senhor. Alguns não querem mais que o mencionemos no Natal e na Páscoa. Portanto, aqueles que rejeitam Jesus como Messias e Rei estão perturbados por Jesus em vez de atraídos por ele.

B. Conhecimento sem vir a Cristo (João 5:39-40)

Em segundo lugar, aqueles que rejeitam Jesus como Messias e Rei têm conhecimento sem vir a Cristo. Vamos olhar para o versículo 4:

“Mateus 2:4 Reuniu os principais sacerdotes e os mestres da lei e lhes perguntou: “Onde nascerá o Cristo?”. (Mateus 2:4)

Herodes reuniu todos os principais sacerdotes e professores da lei do povo, ou seja, todo o Sinédrio. Ele os reúne e pergunta onde o Cristo deve nascer. Cristo é outra palavra para o Messias. Herodes não é bobo. Ele entende que aquele que nasce rei dos judeus é o Messias.

Ele sabe que os Magos estão falando sobre o Cristo, e por isso pergunta aos líderes religiosos onde o Cristo deveria nascer. E eles responderam a ele: “em Belém na Judéia” e depois citam Miquéias 5:2. Olhe para os versículos 5-6:

“Mateus 2:5 Eles responderam: “Em Belém da Judeia, pois assim escreveu o profeta: 6 ‘E você, Belém, na terra de Judá, não é a menor entre as principais cidades de Judá, pois de você virá um governante que será o pastor do meu povo, Israel’”. (Mateus 2:5-6)

Belém pode até ser pequena, mas não é menos importante porque é de lá que viria o Messias. Este Messias seria um rei pastor que governará seu povo.

Miquéias 5:4 descreve que tipo de rei que Jesus seria e os doutores da lei ou informam a Herodes. Este rei será um pastor que guiará, protegerá e cuidará de seu povo – exatamente o oposto do rei Herodes. Herodes pergunta aos líderes religiosos onde o Cristo deveria nascer, e eles vão direto para as Escrituras para lhe dar a resposta.

Ou seja, a rejeição deles a Jesus não foi baseada porque não conheciam as Escrituras. Eles sabiam exatamente onde o Cristo deveria nascer. Em outras palavras, isso é como ter conhecimento de Jesus sem nunca ter vindo a Cristo.

Jesus mais tarde diria aos líderes religiosos:

“João 5:39 “Vocês estudam minuciosamente as Escrituras porque creem que elas lhes dão vida eterna. Mas as Escrituras apontam para mim! 40 E, no entanto, vocês se recusam a vir a mim para receber essa vida. (João 5:39-40)

Por isso, Você pode saber tudo sobre Jesus e a Bíblia, mas a menos que você venha a ele na fé acreditando, você nunca terá o benefício de conhecer Cristo. E esse é o contraste entre os Magos e os líderes religiosos de Jerusalém.

Os Magos eram gentios; os líderes religiosos eram judeus. Os Magos viajaram uma grande distância para encontrar o Messias; os líderes religiosos estavam a apenas uma curta distância e mesmo assim não fizeram a viagem! Os Magos não tinham Escrituras para guiá-los; os líderes religiosos eram estudantes diligentes das Escrituras. Os Magos responderam com fé e adoração; os líderes religiosos responderam com indiferença e descrença.

Portanto, É possível ter conhecimento de Cristo sem nunca ter vindo a Cristo.

C. Hipocrisia ou engano (Mateus 7:21-23)

E então uma terceira característica daqueles que rejeitam Jesus como Messias e Rei são aqueles que praticam hipocrisia ou engano.

Olhe para os versículos 7-8:

Mateus 2:7 Então Herodes convocou os sábios em segredo e soube por eles o momento em que a estrela tinha aparecido. 8 “Vão a Belém e procurem o menino com atenção”, disse ele. “Quando o encontrarem, voltem e digam-me, para que eu vá e também o adore.” (Mateus 2:7-8)

Herodes queria saber a hora exata em que a estrela apareceu porque estava tentando determinar a idade de seu concorrente. Quantos anos tinha esse novo rei? Ele tinha alguns meses de idade? Alguns anos de idade? E se a estrela aparecesse há vinte anos?

Então ele disse aos Magos para fazer uma busca cuidadosa. Herodes não está feliz com essa criança e ele quer que ela seja encontrada. Ele diz aos Magos para relatar a ele para que ele também possa ir e adorá-lo. Mas isso não passa de hipocrisia e engano. Herodes não tem interesse algum em adorar a criança. Enquanto os Magos têm um desejo de adoração em seus corações, Herodes tem apenas um desejo de assassinato em seu coração.

Jesus avisou sobre aqueles que fingiriam segui-lo, mas que realmente nunca o adorariam como rei.Ele ensinou:

“Mateus 7:21 “Nem todos que me chamam: ‘Senhor! Senhor!’ entrarão no reino dos céus, mas apenas aqueles que, de fato, fazem a vontade de meu Pai, que está no céu. 22 No dia do juízo, muitos me dirão: ‘Senhor! Senhor! Não profetizamos em teu nome, não expulsamos demônios em teu nome e não realizamos muitos milagres em teu nome?’. 23 Eu, porém, responderei: ‘Nunca os conheci. Afastem-se de mim, vocês que desobedecem à lei!’.” (Mateus 7:21-23)

Minha gente, o ponto de Jesus é claro. Nem todos os que se chamam cristãos pertencem a Cristo. Nem todos os que vão à igreja vêm a Cristo. Nem todos os que se dirigem a Jesus como Senhor adoram Cristo. Nem Herodes e nem nenhum dentre os povos de Jerusalém se preocupou em caminhar os nove km até Belém para encontrar Jesus.

Eles ficaram perturbados por Jesus em vez de ficarem atraídos por ele. Eles tinham conhecimento de Cristo sem nunca terem vindo a Cristo. Herodes praticou hipocrisia e engano. E estas personagens são exemplos de pessoas que rejeitam Jesus como Messias e Rei.

III. Adore o Rei (9-12)

Bom… até aqui, olhamos para os Magos que vieram em busca de Jesus. Olhamos para Herodes e os líderes religiosos que rejeitaram Jesus. E agora, finalmente, vamos olhar para o exemplo dos Magos à medida que eles vêm e adoram Jesus.

E ao olhar para o exemplo deles, encontramos três características daqueles que adoram Jesus como Messias e Rei.

A. Regozijando-se em Cristo (1 Pedro 1:8-9)

Primeiro de tudo, quando você adorar Jesus como Messias e Rei, você se alegrará em Cristo. Olhe para os versículos 9-10:

“Mateus 2:9 Após a conversa com o rei, os sábios seguiram seu caminho, guiados pela estrela que tinham visto no Oriente. Ela ia adiante deles, até que parou acima do lugar onde o menino estava. 10 Quando viram a estrela, ficaram muito alegres. (Mateus 2:9-10)

Pelo poder soberano de Deus, a estrela continuou a apontar o caminho até parar sobre o lugar onde o menino estava.

Uma coisa que eu percebi nesse texto é que Mateus usa a palavra “menino” aqui em vez de “bebê”. Isso mostra que algum tempo passou, e que Jesus não é mais um bebê na manjedoura.

Eu interpreto a frase “quando viram a estrela (v.10)” como “Quando eles viram a estrela parar no lugar onde a criança estava”, eles ficaram muito alegres. Isso significa que, depois de muitos meses de preparação e viagem, eles chegaram ao seu destino.

A frase que sugiro: “eles estavam muito alegres” é na verdade uma combinação de quatro palavras em grego que poderiam ser traduzidas assim, “Eles se alegraram com muita alegria”. E Então eles se alegraram de alegria! E não apenas com alegria, mas com grande alegria. E não apenas com grande alegria, mas com muita alegria!

Mateus usa uma abundância de termos para descrever a alegria esmagadora daquele que encontraram Cristo. De fato, aqueles que adoram Jesus como Messias e Rei se alegram nele.

O livro de 1 Pedro descreve essa alegria quando diz:

“1 Pedro 1:8 Embora nunca o tenham visto, vocês o amam. E, ainda que não o vejam agora, creem nele e se regozijam com alegria inexprimível e gloriosa, 9 pois estão alcançando o alvo de sua fé, a sua salvação.”. (1 Pedro 1:8-9)

A verdadeira adoração de Cristo sempre resulta em alegria em Cristo.

B. Dando tudo de você por Cristo (Mateus 13:44-46)

Segundo, quando você adora Jesus como Messias e Rei, você dá tudo de si por Cristo.

Olhe para o versículo 11:

“Mateus 2:11 Ao entrar na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, e se prostraram e o adoraram. Então abriram seus tesouros e o presentearam com ouro, incenso e mirra.” (Mateus 2:11)

Observe que eles encontram Jesus e Maria em uma casa, e isso é uma outra indicação de que não estamos mais na cena da manjedoura. Observe também que Jesus é mencionado antes de Maria. O foco está todo na criança. Os Magos estavam procurando a criança. Herodes está procurando a criança. A estrela pára sobre o lugar onde a criança estava. O foco está em Jesus como deveria ser.

Ao chegar na casa onde Jesus estava, os Magos se curvam e adoram Cristo. Esta é a resposta apropriada quando você vem diante de Jesus, para se curvar e adorar.

“Eles abrem seus tesouros…” essa palavra pode realmente significar que eles levaram baús de tesouros, e que ali, apresentam a Jesus os presentes mais caros e luxuosos, exatamente os tipos de presentes apropriados para se ofertar a um rei. Ou seja, eles dão tudo de si para Jesus. Eles dão o seu melhor.

Muitos intérpretes encontraram significado simbólico nos dons apresentados a Cristo. O ouro é um símbolo da realeza. O incenso é um símbolo da divindade. E a mirra é um símbolo de sofrimento e morte.

Quando você adora Jesus como Messias e Rei, você dá tudo de si por Cristo. Jesus falou sobre isso em suas parábolas do tesouro e da pérola.

Ele disse:

Mateus 13:44 “O reino dos céus é como um tesouro escondido que um homem descobriu num campo. Em seu entusiasmo, ele o escondeu novamente, vendeu tudo que tinha e, com o dinheiro da venda, comprou aquele campo.” 45 “O reino dos céus também é como um negociante que procurava pérolas da melhor qualidade. 46 Quando descobriu uma pérola de grande valor, vendeu tudo que tinha e, com o dinheiro da venda, comprou a tal pérola.” (Mateus 13:44-46)

Isso representa bem o que é a Adoração. Adoração significa entregar tudo de si por algo vale a pena! Assim, quando você adora Jesus como Messias e Rei, você está dando tudo de si por Cristo.

C. Seguindo Cristo (Mateus 7:13-14; João 14:6)

E então, finalmente, quando você adora Jesus como Messias e Rei, você se compromete a seguir Cristo. Olhe para o versículo 12:

“Mateus 2:12 Quando chegou a hora de partir, retornaram para sua terra por outro caminho, pois haviam sido avisados em sonho para não voltar a Herodes.” (Mateus 2:12)

Deus os avisou, e eles obedeceram. Eles voltaram para casa de outra maneira. Ual… é por isso que, uma vez você adora Cristo, você também vai querer seguir outro caminho.

Jesus disse:

“Mateus 7:13 “Entrem pela porta estreita. A estrada que conduz à destruição é ampla, e larga é sua porta, e muitos escolhem esse caminho. 14 Mas a porta para a vida é estreita, e o caminho é difícil, e são poucos os que o encontram.” (Mateus 7:13-14)

Quando você vier a Cristo para adorá-lo como Messias e Rei, você se encontrará mudando de estrada. Você não pode mais andar nos caminhos dos velhos tempos. Pois agora, Você é uma nova criação em Cristo.

E qual é a maneira como Deus te chama para segui-li? Jesus disse:

“João 14:6 Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém pode vir ao Pai senão por mim.” (João 14:6)

Jesus é o caminho para o Pai, e assim você deve segui-lo. Quando você adora Jesus como Messias e Rei, você se compromete a seguir a Cristo.

CONCLUSÃO:

Jesus é Messias e Rei, e os verdadeiros seguidores o adorarão como tal. Os Magos eram gentios pagãos, mas vieram buscar Jesus para adorá-lo. Herodes e os líderes religiosos o rejeitaram, mostrando que não eram verdadeiros seguidores.

Jesus é o único caminho para o Pai, e adorar a Deus inclui regozijar-se em Cristo, dar-lhe o seu tudo e seguir Jesus onde quer que ele o leve.

Talvez aqui, você queira se opor dizendo: “Mas eu não tenho nenhum presente chique e caro para dar para Jesus… como fizeram os Magos. Eu não tenho presentes dignos para dar a um rei.” Gostaria de apontar para o refrão de uma música do Jeremiah Bowser, “O que eu posso dar”, onde ele canta:

“O que posso dar ao Deus que tem tudo? O que posso dar ao criador dos céus? O que posso dar ao Deus que tem tudo? Dou meu coração!!”

É isso! Está claro que o maior presente não é o que damos a Jesus, mas é o que Deus nos deu – o presente de seu próprio Filho envolto na carne de um bebê. Nossos próprios presentes empalidecem diante do presente de Deus. Na verdade, é apenas por causa do presente de Deus para nós que podemos oferecer nossos presentes a ele.

Jesus é o verdadeiro presente de Deus dado a nós, e é por isso que o adoramos.

Guarde essas palavras no coração:

Quando você buscar a Cristo, você o encontrará. Quando você encontrá-lo, você vai adorá-lo. E quando você o adorar, sua vida será mudada para sempre.

Os Magos viajaram até Belém por uma razão e apenas por uma razão, para adorar Jesus Cristo, o rei recém-nascido. É disso que trata o texto que estudamos hoje e se perdermos isso, perdemos tudo. Os verdadeiros seguidores o adoram Jesus como Messias e Rei. Quando você vai adorá-lo?

por Diego Gonçalves.


REFERÊNCIAS:

HENRY, Matthew. Comentário Bíblico Matthew Henry Obra Completa – CPAD

Todas as Escrituras em português citadas são da Nova Versão Transformadora ©


Gostou deste estudo? Então compartilhe com seus amigos e familiares para que eles também possam aprender mais sobre o assunto. E não se esqueça de se inscrever em nossas redes sociais para receber mais conteúdo como este. Até a próxima!

Inspire-se com outros estudos e devocionais em meu site.

Avatar de Diego Souza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diego Souza

Sou ministro na Igreja Holiness e amo escrever. Graduando em Letras pela UNIVESP, com Bacharel em Teologia pela UMESP e com pós em Novo Testamento pela EST, neste blog compartilho meus pensamentos sobre a vida cristã e o cotidiano, buscando conectar a fé com o dia a dia.